Meteorologia

  • 29 SETEMBRO 2022
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 22º

"A presença de russos na Crimeia é uma ameaça para toda a Europa"

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse hoje que a guerra "começou na Crimeia e deve terminar com a Crimeia" libertada, alertando que não haverá uma paz estável no Mediterrâneo enquanto a Rússia usar esse território como "base militar".

"A presença de russos na Crimeia é uma ameaça para toda a Europa"

"A presença de ocupantes russos na Crimeia é uma ameaça para toda a Europa e para a estabilidade global. A região do mar Negro não pode estar segura enquanto a Crimeia estiver ocupada", observou.

"Não haverá paz estável e duradoura em muitos países nas margens do Mediterrâneo, enquanto a Rússia usar a nossa península [tomada pelos russos em 2014] como a sua base militar", salientou o chefe de Estado ucraniano.

Zelensky acrescentou que "esta guerra russa contra a Ucrânia e contra toda a Europa livre começou com a Crimeia e deve terminar com a Crimeia, com a sua libertação".

"Hoje é impossível dizer quando isso vai acontecer", lembrou no seu discurso noturno.

O líder ucraniano denunciou que a Rússia transformou aquela península "num dos lugares mais perigosos da Europa".

"A Rússia trouxe repressão em grande escala, problemas ambientais, desespero económico e guerra à Crimeia", afirmou.

O Presidente da Ucrânia anunciou que o seu Governo lançou "a Plataforma da Crimeia, uma plataforma diplomática chave para trabalhar na libertação da Crimeia", que irá funcionar este ano.

Leia Também: Moscovo pede à ONU que não interfira em missão da AEIA em Zaporizhzhia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório