Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 26º

EUA pedem ao Sudão do Sul libertação de jornalista da Voz da América

Os Estados Unidos pediram hoje ao Sudão do Sul que liberte a jornalista sul-sudanesa que trabalha para a rádio pública Voz da América, presa durante protestos no domingo.

EUA pedem ao Sudão do Sul libertação de jornalista da Voz da América
Notícias ao Minuto

20:33 - 09/08/22 por Lusa

Mundo EUA

Diing Magot, uma jornalista 'freelancer', foi presa, juntamente com cinco manifestantes que organizavam uma ação de protesto contra o vertiginoso aumento dos preços dos bens de primeira necessidade no país, segundo a polícia.

O porta-voz da polícia do Sudão do Sul, Daniel Justine, disse aos jornalistas que está em curso uma investigação sobre o caso de Diing Magot.

A embaixada dos EUA em Juba pediu a libertação imediata da jornalista.

"Reafirmamos o direito dos jornalistas de fazerem o seu trabalho sem interferências ou preconceito", afirmou a embaixada na sua página oficial na rede social Twitter.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Sudão do Sul, Oyet Patrick, juntou-se a este apelo, considerando: "É claro que não cometeu nenhum crime e que a lei não é respeitada", sublinhando que Magot já teria sido presente a tribunal se houvessem acusações contra si.

Os jornalistas têm sido alvo da polícia nos últimos meses, com vários deles detidos recentemente no parlamento, em junho, sob a acusação de estarem a fazer a cobertura ilegal de uma conferência de imprensa do vice-presidente do parlamento, um aliado da oposição.

"A liberdade de imprensa é extremamente precária no Sudão do Sul, onde os jornalistas trabalham sob constantes ameaças e intimidações, e onde a censura é omnipresente", segundo a associação de defesa da liberdade de imprensa Repórteres Sem Fronteiras.

O Sudão do Sul, como muitos países da África subsaariana, sofreu as consequências da guerra na Ucrânia com o aumento dos preços dos alimentos e dos combustíveis.

Leia Também: ONU pede que EUA e Rússia resolvam inspeções aos arsenais nucleares

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório