Meteorologia

  • 07 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 30º

AO MINUTO: Comprador rejeita cereais; Explosões na Crimeia fazem um morto

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Comprador rejeita cereais; Explosões na Crimeia fazem um morto
Notícias ao Minuto

07:38 - 09/08/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

Ao 167º. dia de invasão das tropas russas na Ucrânia, a meta para reduzir voluntariamente 15% do consumo de gás na União Europeia (UE) entra hoje em vigor, até à primavera de 2023, visando aumentar o armazenamento nos Estados-membros e criar uma 'almofada' perante eventual rutura no fornecimento russo.

Com o regulamento agora em vigor, está ainda prevista a possibilidade de desencadear um 'alerta da União' perante escassez, cenário no âmbito do qual a diminuição da procura de gás se tornaria obrigatória. Portugal, por exemplo, "enquadra-se nos países que poderão, por ter fracas interconexões, ver a sua meta reduzida em oito pontos percentuais face ao objetivo inicialmente definido, caso venha a ser criada uma obrigação de redução de gás", informou o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro.

Além disso, a Rússia vai colocar hoje em órbita um satélite de observação iraniano, que fontes militares ocidentais disseram poder ser utilizado pelo Kremlin para apoiar a invasão da Ucrânia, uma acusação negada pelo Irão.

Moscovo pede à ONU que não interfira em missão da AEIA em Zaporizhzhia

Marta Amorim | há 1 mês

A diplomacia russa apelou esta segunda-feira à "responsabilidade" das Nações Unidas para que "não interfiram" numa possível futura missão da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) à central nuclear de Zaporizhzhia, em território ucraniano.
  

Moscovo pede à ONU que não interfira em missão da AEIA em Zaporizhzhia

A diplomacia russa apelou esta segunda-feira à "responsabilidade" das Nações Unidas para que "não interfiram" numa possível futura missão da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) à central nuclear de Zaporizhzhia, em território ucraniano.

Lusa | 23:39 - 09/08/2022

Ucrânia. Comprador no Líbano rejeita carga de cereais do 'Razoni'

Marta Amorim | há 1 mês

Um comprador com sede no Líbano rejeitou os cereais da Ucrânia do cargueiro 'Razoni', com bandeira da Serra Leoa, o primeiro a sair da Ucrânia, em 1 de agosto, afirmou o Politico que cita a embaixada ucraniana em Beirute.
  
"Segundo as informações do expedidor, o comprador final no Líbano recusou-se a aceitar a carga devido ao atraso dos prazos de entrega (mais de 5 meses)", indicou na segunda-feira o Politico que cita um tweet da embaixada.

Letónia pede para integrar processo de Kyiv no Tribunal Europeu

Marta Amorim | há 1 mês

A Letónia pediu esta segunda-feira ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH) para se juntar ao processo da Ucrânia contra a Rússia, por alegadas violações em massa e flagrantes dos direitos humanos cometidas por Moscovo durante o conflito.
  

Letónia pede para integrar processo de Kyiv no Tribunal Europeu

A Letónia pediu esta segunda-feira ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH) para se juntar ao processo da Ucrânia contra a Rússia, por alegadas violações em massa e flagrantes dos direitos humanos cometidas por Moscovo durante o conflito.

Lusa | 22:23 - 09/08/2022

EUA vão alocar cerca de 87 milhões para remover minas na Ucrânia

Marta Amorim | há 1 mês

Os Estados Unidos anunciaram hoje que vão disponibilizar 89 milhões de dólares (cerca de 87 milhões de euros) para ajudar a Ucrânia a remover as minas largadas pelo Exército russo, que representam um grave perigo para a população.
  

EUA vão alocar cerca de 87 milhões para remover minas na Ucrânia

Os Estados Unidos anunciaram hoje que vão disponibilizar 89 milhões de dólares (cerca de 87 milhões de euros) para ajudar a Ucrânia a remover as minas largadas pelo Exército russo, que representam um grave perigo para a população.

Lusa | 21:23 - 09/08/2022

Rússia prolonga detenção de jornalista por dois meses

Marta Amorim | há 1 mês

A Rússia adotou uma lei que criminaliza a divulgação de "informações falsas" sobre os seus militares logo após os militares russos terem entrado em território ucraniano em 24 de fevereiro.

Vladimir Kara Murza Jr. estava ligado ao líder da oposição Boris Nemtsov, que foi morto perto do Kremlin em 2015.

O jornalista terá também sobrevivido a envenenamentos em 2015 e 2017 - que atribuiu ao regime de Vladimir Putin, mas as autoridades russas negaram.

Biden assina documentos que aprovam adesão da Finlândia e Suécia à NATO

Marta Amorim | há 1 mês

A Suécia e a Finlândia obtiveram a aprovação americana para a entrada na NATO, com o Presidente Biden a assinar a sua aprovação para a expansão da aliança esta terça-feira.

Biden referiu que os países "cumprirão todos os requisitos da NATO". Todos os 30 países membros da NATO têm de ratificar as novas adesões e os EUA são o 23.º país a fazê-lo. Falta a República Checa, Grécia, Hungria, Portugal, Eslováquia, Espanha e Turquia.

Em maio, ambas as nações iniciaram o processo formal de candidatura à NATO com a guerra como pano de fundo.

Biden assina documentos que aprovam adesão da Finlândia e Suécia à NATO

Biden referiu que os países "cumprirão todos os requisitos da NATO".

Marta Amorim | 19:29 - 09/08/2022

 

Parlamento da Finlândia avisa que está a ser alvo de ataque informático

Marta Amorim | há 1 mês

Este ataque ocorre quando este país nórdico se constituiu candidato a membro da NATO, no seguimento da invasão da Ucrânia pela Federação Russa.

O ataque, que consiste em tornar indisponível o serviço, começou ao início da tarde, impossibilitando ou tornando muito demorado o acesso ao sítio, segundo o texto do parlamento.

Algumas horas depois, ainda não havia informação oficial sobre a autoria do ataque.

Parlamento da Finlândia avisa que está a ser alvo de ataque informático

O parlamento da Finlândia anunciou hoje, em comunicado, que o seu sítio na internet estava a ser alvo de um ataque informático.

Lusa | 19:25 - 09/08/2022

Embaixada da Rússia em Berlim denuncia profanação de cemitérios

Marta Amorim | há 1 mês

A Embaixada da Rússia em Berlim denunciou hoje as "ultrajantes profanações" dos cemitérios de guerra soviéticos que se registaram na Alemanha e disse que enviou uma nota de protesto ao Ministério dos Negócios Estrangeiros por um incidente em Werneuchen.
  

Guerra aumenta níveis de stresse nas grávidas e prematuros

Marta Amorim | há 1 mês

A guerra na Ucrânia causou um aumento dos nascimentos prematuros no país, devido ao incremento do nível de stresse em grávidas, referiu hoje a organização internacional de saúde Unitaid, que enviou equipamentos para evitar complicações nos recém-nascidos.
  

Explosões na Crimeia fazem um morto

Marta Amorim | há 1 mês

O balanço do número de vítimas mortais foi feito pelo governador russo da Crimeia, Sergei Aksyonov, que avança um morto devido às explosões. 

As autoridades locais avançam seis feridos. Pelo menos 12 explosões de intensidade variável foram ouvidas esta terça-feira ao longo de um minuto e três foram particularmente fortes, provocando faíscas e fumo.

Seis feridos nas explosões em base russa na Crimeia

Marta Amorim | há 1 mês

A explosão na base aérea militar russa Novofedorivka, na Crimeia ocidental fez seis feridos, avança a TASS. Um com maior gravidade e cinco são feridos ligeiros. 

Pelo menos 12 explosões de intensidade variável foram ouvidas esta terça-feira ao longo de um minuto e três foram particularmente fortes, provocando faíscas e fumo.

Seis feridos nas explosões em base russa na Crimeia

A Ucrânia garante que foi um ataque seu bem-sucedido, a Rússia diz que foi uma detonação de uma munição de aviação.

Notícias ao Minuto | 17:37 - 09/08/2022

EUA anunciam sanções a mais 100 elementos do regime do bielorrusso

Marta Amorim | há 1 mês

Os Estados Unidos anunciaram hoje a imposição de restrições de vistos a mais 100 funcionários do regime do Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, e seus aliados, que acusa de impedirem a transição para a democracia no país.
  

EUA anunciam sanções a mais 100 elementos do regime do bielorrusso

Os Estados Unidos anunciaram hoje a imposição de restrições de vistos a mais 100 funcionários do regime do Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, e seus aliados, que acusa de impedirem a transição para a democracia no país.

Lusa | 17:30 - 09/08/2022

Kyiv anuncia retirada de mais de 3.000 civis do leste numa semana

Marta Amorim | há 1 mês

Mais de 3.000 civis foram retirados da região de Donetsk devido aos combates no leste da Ucrânia e após os dirigentes ucranianos terem tornado obrigatórias estas evacuações no final de julho, anunciou hoje Kyiv.
  

Explosões e nuvem de fumo registadas em base russa na Crimeia

Marta Amorim | há 1 mês

A Reuters avança esta terça-feira que foram ouvidas explosões numa base militar da Força Aérea russa, na península da Crimeia, com a agência britânica a confirmar imagens publicadas nas redes sociais de uma densa nuvem de fumo a emergir das imediações das instalações militares.

Segundo conta a Reuters, três testemunhas afirmam que as explosões veem da base de Novofedorivka. Foram registadas 12 explosões no espaço de um minuto, às 15h30 (12h30, hora de Lisboa); passada meia-hora, foi ouvida mais uma explosão, considerada por residentes como a mais forte de todas.

Explosões e nuvem de fumo registadas em base russa na Crimeia

A região foi anexada pela Rússia em 2014 e a anexação foi condenada pelas Nações Unidas.

Notícias ao Minuto com Lusa | 16:02 - 09/08/2022

Zelensky fala com chefe de Estado da RDCongo antes de visita de Blinken

Marta Amorim | há 1 mês

O Presidente da Ucrânia conversou hoje com o Presidente da República Democrática do Congo (RDCongo), Félix Tshisekedi, poucas horas antes da chegada do secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, ao país em visita por África.
  

Zelensky fala com chefe de Estado da RDCongo antes de visita de Blinken

O Presidente da Ucrânia conversou hoje com o Presidente da República Democrática do Congo (RDCongo), Félix Tshisekedi, poucas horas antes da chegada do secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, ao país em visita por África.

Lusa | 15:12 - 09/08/2022

Rússia critica pedido de Kyiv para proibir turistas russos no Ocidente

Marta Amorim | há 1 mês

A Rússia criticou hoje o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, por ter pedido aos países ocidentais que fechem as fronteiras a visitantes russos como forma de punir Moscovo pela sua ofensiva contra a Ucrânia.
  

Entregas de petróleo russo através da Ucrânia foram interrompidas

Sara Gouveia | há 1 mês

As exportações de petróleo russo para alguns países europeus, através da Ucrânia, foram interrompidas a 4 de agosto no seguimento de uma recusa de uma transação bancária, como parte das sanções aplicadas contra Moscovo, avança a Reuters.

Com esta suspensão, a Hungria, a Eslováquia e a República Checa deixam de receber o petróleo russo, que chegava através do oleoduto de Druzhba. Este oleoduto, refira-se, atravessa território ucraniano. 

Ao que indica a mesma agência de notícias, a Transneft, empresa responsável pelo oleoduto que atravessa a Ucrânia, diz que pagou a taxa de agosto a 22 de julho à operadora ucraniana Ukrtransnafta, mas adianta que o dinheiro foi devolvido, uma vez que o pagamento não foi bem sucedido.

Entregas de petróleo russo através da Ucrânia foram interrompidas

Com esta suspensão, a Hungria, a Eslováquia e a República Checa deixam de receber o petróleo russo, que chegava através do oleoduto de Druzhba.

Notícias ao Minuto | 13:06 - 09/08/2022

Forças russas vão reforçar defesa antiaérea da central de Zaporizhzhia

Sara Gouveia | há 1 mês

As autoridades pró-russas da região de Zaporijia, na Ucrânia, onde se encontra a maior central nuclear da Europa, anunciaram, esta terça-feira, o reforço da defesa antiaérea do complexo para evitar que seja atacado.

"As medidas de defesa antiaérea serão reforçadas", disse o líder pró-russo de Zaporizhzhia (Zaporijia) Yevgheny Balitsky à televisão estatal russa, citado pela agência espanhola EFE.

Forças russas vão reforçar defesa antiaérea da central de Zaporizhzhia

As autoridades pró-russas da região de Zaporijia, na Ucrânia, onde se encontra a maior central nuclear da Europa, anunciaram, esta terça-feira, o reforço da defesa antiaérea do complexo para evitar que seja atacado.

Lusa | 12:12 - 09/08/2022

Mais de 10,5 milhões de pessoas ultrapassaram a fronteira na Ucrânia

Sara Gouveia | há 1 mês

Mais de 10,6 milhões de pessoas deixaram a Ucrânia desde que as tropas russas invadiram o país, a 24 de fevereiro de 2022. No total, terão sido 10,647.349.

De acordo com os dados do Alto-comissariado das Nações Unidas  para os Refugiados (ACNUR), atualizados esta terça-feira, há quase 4,442.051 milhões de pessoas que regressam a território ucranianos, desde 28 de fevereiro.

Ainda segundo a mesma fonte, há quase 6,5 milhões de refugiados  por toda a Europa.

Mais de 10,5 milhões de pessoas ultrapassaram a fronteira na Ucrânia

Dados são relativos ao início da guerra.

Teresa Banha | 11:57 - 09/08/2022

Quase 80 desportistas morreram desde o início da invasão russa

Sara Gouveia | há 1 mês

Uma lista onde constam nomes como os do nadador Volodymyr Ulianytsky, o treinador de pólo aquático Vitaliy Lysun, a ginasta Daria Kurdel ou o futebolista Serhiy Balanchuk.

Pelo menos 77 desportistas profissionais ucranianos, de diferentes modalidades, morreram em resultado da invasão russa à Ucrânia, de acordo com uma contagem feita por uma ONG desportiva local que inclui vítimas registadas até 11 de julho.

A agência noticiosa local Ukrinform cita o relatório da ONG Sports Angels, que contém informações sobre a morte destes atletas em várias circunstâncias desde o início da invasão russa a 24 de fevereiro. A agência ucraniana indica também que o website da ONG irá em breve atualizar esta informação para incluir outros atletas ucranianos que tenham morrido nas últimas semanas.

Quase 80 desportistas morreram desde o início da invasão russa

Uma lista onde constam nomes como os do nadador Volodymyr Ulianytsky, o treinador de pólo aquático Vitaliy Lysun, a ginasta Daria Kurdel ou o futebolista Serhiy Balanchuk.

Notícias ao Minuto | 10:14 - 09/08/2022

Zelensky quer isolar russos. "Hitler foi o último a tentar", diz Medvedev

Sara Gouveia | há 1 mês

O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, criticou, esta terça-feira, a sugestão do presidente da Ucrânia em isolar a população russa, ideia defendida por Volodymyr Zelensky em entrevista ao Washington Post.

"O palhaço mor da Ucrânia sugeriu responsabilizar toda a população russa. Adolf Hitler foi o último que tentou aplicar essa ideia a uma população. Resta alguma dúvida sobre a natureza do regime ucraniano?", escreveu o antecessor do atual presidente da Rússia, Vladimir Putin. 

Zelensky quer isolar russos. "Hitler foi o último a tentar", diz Medvedev

O presidente da Ucrânia disse, em entrevista ao Washington Post, que se devia isolar "qualquer tipo de russo". A ideia foi criticada pelo antecessor de Putin.

Notícias ao Minuto | 10:02 - 09/08/2022

Rússia já lançou satélite iraniano suspeito de poder apoiar guerra

Sara Gouveia | há 1 mês

A Rússia colocou hoje em órbita um satélite de observação iraniano, que fontes militares ocidentais disseram poder ser utilizado pelo Kremlin para apoiar a invasão da Ucrânia, uma acusação negada pelo Irão.

O lançamento do satélite Khayyam, através de um foguete Soyuz, foi feito às 10h52 (06h52 em Lisboa), conforme planeado, a partir da base russa de Baikonur, no Cazaquistão, segundo a agência espacial russa, Roscosmos. Cerca de nove minutos após o lançamento, foi colocado em órbita o satélite iraniano Khayyam.

Rússia já lançou satélite iraniano suspeito de poder apoiar guerra

A Rússia colocou hoje em órbita um satélite de observação iraniano, que fontes militares ocidentais disseram poder ser utilizado pelo Kremlin para apoiar a invasão da Ucrânia, uma acusação negada pelo Irão.

Lusa | 09:59 - 09/08/2022

Detidos russos que preparavam alegado ataque contra ministro da Defesa

Sara Gouveia | há 1 mês

Os serviços secretos da Ucrânia anunciaram hoje a detenção de supostos espiões russos, por suspeita de prepararem um ataque contra o ministro da Defesa, Oleksij Resnikov, e o chefe da secreta militar, Kyrilo Budanov.

"Assassinos de unidades especiais russas que planeavam ataques foram presos", disse o serviço secreto ucraniano SBU, na plataforma Telegram.

O SBU divulgou ainda um vídeo que disse ser da detenção de dois homens, vestidos à civil.

Detidos russos que preparavam alegado ataque contra ministro da Defesa

Os serviços secretos da Ucrânia anunciaram hoje a detenção de supostos espiões russos, por suspeita de prepararem um ataque contra o ministro da Defesa, Oleksij Resnikov, e o chefe da secreta militar, Kyrilo Budanov.

Lusa | 08:01 - 09/08/2022

Ocidente devia fechar fronteiras a cidadãos russos, diz Zelensky

Sara Gouveia | há 1 mês

O presidente ucraniano referiu, na segunda-feira, que as nações ocidentais deviam proibir a entrada dos cidadãos russos nos seus países. Em entrevista ao Washington Post, Zelensky disse que as sanções mais importantes contra a Rússia seriam o fecho de fronteiras, "porque os russos estão a tirar a terra de outra pessoa", acrescentando ainda que os russos deveriam "viver no seu próprio mundo até que mudem de filosofia".

Ucrânia alega avanços em Izium. "Donetsk está a aguentar"

Sara Gouveia | há 1 mês

A Ucrânia alegou, esta terça-feira, que está avançar e a recuperar território no Donbass, especificamente no território da república separatista de Donetsk, onde os russos continuam a bombardear a cidade com o mesmo nome e tentar tomar a região.

Num vídeo publicado no Youtube, e citado pela Reuters, o conselheiro presidencial ucraniano Oleksiy Arestovych contou que "a situação na região é tensa", com "bombardeamentos constantes ao longo da linha da frente" e ataques aéreos russos intensos.

No entanto, garante Arestovych, "o inimigo não está a ter qualquer sucesso". "A região de Donetsk está a aguentar", afirmou.

Ucrânia alega avanços em Izium. "Donetsk está a aguentar"

A Rússia ainda não conseguiu tomar toda a região do Donbass, e a Ucrânia está a conseguir retaliar com a ajuda dos pacotes militares oferecidos pelo Ocidente.

Notícias ao Minuto | 07:52 - 09/08/2022

Quatro navios inspecionados esta terça-feira. Mais dois zarpam da Ucrânia

Sara Gouveia | há 1 mês

O ministro da Defesa da Turquia anunciou, esta terça-feira, que mais dois navios zarparam da Ucrânia, a partir do porto de Chornomorsk. De acordo com um comunicado emitido pelo governo turco, a embarcação Ocean Lion, que leva cerca de 65 mil toneladas de milho, tem como destino a Coreia do Sul, enquanto a Rahmi Yagci leva cerca de 5 mil toneladas até à Turquia.

Ainda segundo o mesmo comunicado, citado pela Reuters, quatro dos seis navios que tiveram 'luz verde' para sair de território ucraniano rumo à inspeção já estão ancorados nos portos turcos, e serão inspecionados esta terça-feira. Recorde-se que no domingo quatro navios zarparam da Ucrânia, e outros dois ontem.

Quatro navios inspecionados esta terça-feira. Mais dois zarpam da Ucrânia

Um dos novos navios tem como destino final Istambul, enquanto o outro rumará à Coreia do Sul.

Teresa Banha | 07:50 - 09/08/2022

EUA apreendem avião de oligarca russo avaliado em 90 milhões de dólares

Sara Gouveia | há 1 mês

O Departamento de Justiça dos EUA ordenou a apreensão de um avião, de marca Airbus, avaliado em mais de 90 milhões de dólares, do oligarca russo Andrei Skoch, informou na segunda-feira a procuradoria federal do sul nova-iorquino.

Skoch é membro da Duma, a câmara baixa do parlamento russo, e a ordem foi emitida por alegada lavagem de dinheiro. Um juiz federal emitiu a ordem depois de entender existir causa provável de violação das leis federais contra a lavagem de dinheiro, segundo o comunicado da procuradoria.

EUA apreendem avião de oligarca russo avaliado em 90 milhões de dólares

O Departamento de Justiça dos EUA ordenou a apreensão de um avião, de marca Airbus, avaliado em mais de 90 milhões de dólares, do oligarca russo Andrei Skoch, informou na segunda-feira a procuradoria federal do sul nova-iorquino.

Lusa | 06:29 - 09/08/2022

Rússia lança satélite iraniano alvo de acusações ligadas à guerra

Sara Gouveia | há 1 mês

A Rússia vai colocar hoje em órbita um satélite de observação iraniano, que fontes militares ocidentais disseram poder ser utilizado pelo Kremlin para apoiar a invasão da Ucrânia, uma acusação negada pelo Irão.

O lançamento do satélite Khayyam, através de um foguete Soyuz, está programado a partir da base russa de Baikonur, no Cazaquistão, às 10:52 (06:52 em Lisboa), segundo a agência espacial russa, Roscosmos.

O satélite, batizado em homenagem ao poeta e estudioso persa Omar Khayyam (1048-1131), visa "monitorizar as fronteiras do país", melhorar a produtividade agrícola, controlar os recursos hídricos e desastres naturais, segundo a agência espacial iraniana.

Rússia lança satélite iraniano alvo de acusações ligadas à guerra

A Rússia vai colocar hoje em órbita um satélite de observação iraniano, que fontes militares ocidentais disseram poder ser utilizado pelo Kremlin para apoiar a invasão da Ucrânia, uma acusação negada pelo Irão.

Lusa | 06:11 - 09/08/2022

Para recordar

Sara Gouveia | há 1 mês

Bom dia!

Sara Gouveia | há 1 mês

Damos início a mais um acompanhamento AO MINUTO de todas as incidências relacionadas com a guerra na Ucrânia. Para recordar o que de mais importante se passou segunda-feira, clique abaixo:

AO MINUTO: "Mundo não deve esquecer Chernobyl"; Zelensky agradece apoio

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:51 - 08/08/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório