Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 16º

Mais 4 navios de transporte de cereais autorizados a sair da Ucrânia

Quatro navios de transporte retidos na Ucrânia devido à guerra receberam hoje autorização para deixar a costa do mar Negro, no âmbito do acordo assinado por Kyiv e Moscovo para permitir a retoma das exportações de cereais.

Mais 4 navios de transporte de cereais autorizados a sair da Ucrânia
Notícias ao Minuto

13:28 - 07/08/22 por Lusa

Mundo Ucrânia

De acordo com o órgão que supervisiona o acordo internacional destinado a retirar cerca de 20 milhões de toneladas de cereais da Ucrânia para alimentar milhões de pessoas empobrecidas em África, Médio Oriente e partes da Ásia, os navios deverão partir dos portos de Chornomorsk e Odessa na segunda-feira.

A Ucrânia e a Rússia assinaram, em 22 de julho, acordos com a Turquia e a ONU para desbloquear a exportação de toneladas de cereais bloqueados, face à crescente crise alimentar no mundo.

Numa cerimónia realizada na cidade turca de Istambul, sob a mediação de Ancara e da ONU, foram assinados dois documentos similares mas em separado, já que a Ucrânia recusou assinar o mesmo papel que a Rússia. O protocolo irá vigorar durante quatro meses, sendo, no entanto, renovável.

O acordo de Istambul inclui dois documentos: um sobre as exportações de cereais da Ucrânia e outro sobre a exportação de produtos agrícolas e fertilizantes russos.

Os documentos determinaram a criação do centro de controlo em Istambul, dirigido por representantes das partes envolvidas: ucranianos, russos, turcos e representantes da ONU, que deverão estabelecer o cronograma de rotação de navios.

O acordo implica que seja feita uma inspeção dos navios que transportam os cereais para garantir que não levam armas para a Ucrânia.

As autoridades ucranianas estavam inicialmente céticas em relação ao acordo, até porque Moscovo atacou um porto ucraniano logo no dia a seguir à assinatura e depois outros alvos perto na mesma semana, mas, no final de julho, partiu um cargueiro da Ucrânia, tendo sido inspecionado em Istambul e seguido para o Líbano.

Entretanto, e segundo o centro de coordenação conjunta, responsável pela gestão do acordo, o navio 'Navi Star', com bandeira do Panamá, que transporta 33.000 toneladas de cereais para a Irlanda, já completou a sua inspeção e prepara-se para seguir caminho, enquanto o 'Polarnet', de bandeira turca, com destino à Turquia, e o Rojen, de bandeira maltesa, com destino ao Reino Unido, aguardam para ser verificados.

Os navios transportam mais de 25.000 toneladas de milho.

O órgão de coordenação adiantou que os três navios autorizados a partir da Ucrânia na segunda-feira - o 'Glory', o 'Star Helena' e o 'Riva Wind', todos com bandeira das Ilhas Marshall --vão transportar mais de 171.000 toneladas de milho e têm como destino Istambul, Nantong (China) e Iskenderun (Turquia).

Um outro navio que recebeu autorização para a viagem, o 'Mustafa Necati', com bandeira da Libéria, irá transportar mais de 6.600 toneladas de óleo de girassol para Monopoli, na Itália.

O centro também autorizou o regresso do primeiro navio a partir no âmbito do acordo, referindo que o 'Osprey S', com bandeira da Libéria, irá na segunda-feira para o porto de Chornomorsk, na Ucrânia.

Leia Também: Ucrânia. Adiada chegada ao Líbano do primeiro navio com cereais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório