Meteorologia

  • 13 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 28º

Partido italiano M5S escolhe candidatos 'online' para eleições gerais

O partido italiano Movimento Cinco Estrelas (M5S) começou hoje a escolher os seus candidatos a deputados e senadores para as eleições de 25 de setembro através de uma consulta 'online' onde todos os seus membros podem participar.

Partido italiano M5S escolhe candidatos 'online' para eleições gerais
Notícias ao Minuto

22:25 - 05/08/22 por Lusa

Mundo Itália

O processo de "autocandidatura" vai durar até às 14:00 locais (13:00 em Lisboa) de segunda-feira e terá lugar no site de internet do movimento, que desde sempre defende o envolvimento dos cidadãos na política e a democracia direta.

Dessa forma, qualquer militante do M5S sem antecedentes criminais e com mais de 25 anos pode candidatar-se a uma vaga na Câmara dos Deputados, em 25 de setembro, enquanto para concorrer ao Senado é necessário ter pelo menos 40 anos.

As candidaturas serão, depois, votadas pelos militantes do partido.

O M5S concorre sozinho, sem coligações, às eleições gerais de 25 de setembro, nas quais as sondagens dão-lhe, atualmente, cerca de 10% das intenções de voto, três vezes menos do que os votos alcançados em 2018, quando venceu as eleições e formou Governo.

Na atual legislatura, o partido formou dois Governos, ambos presididos por Giuseppe Conte: o primeiro, em coligação com a Liga, de extrema-direita, de Matteo Salvini (de junho de 2018 a setembro de 2019); e o segundo com o progressista Partido Democrático (PD), até fevereiro de 2021.

Nos últimos tempos, o M5S tem sofrido vários golpes eleitorais e cisões, devido às quais chegou a perder o estatuto de maior grupo parlamentar, sobretudo devido à cisão causada pelo seu antigo líder, Luigi Di Maio, atual ministro do Exterior.

Inicialmente, esperava-se que o partido concorresse às eleições gerais de 25 de setembro em coligação com o PD, uma vez que governam juntos em alguns municípios, mas a potencial aliança caiu por terra após o M5S provocar a queda da coligação de unidade de Mario Draghi.

As sondagens apontam, atualmente, para a vitória dos radicais Irmãos de Itália, de Giorgia Meloni, o que poderia levá-los ao poder em coligação com Salvini e com os conservadores Forza Italia, de Silvio Berlusconi.

Leia Também: Matteo Salvini garante que está preparado para governar o país

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório