Meteorologia

  • 02 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 5º MÁX 13º

Presidente da África do Sul lamenta morte de Shinzo Abe

O Presidente da África do Sul lamentou hoje a morte do antigo primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, apelando à paz e tolerância mundiais.

Presidente da África do Sul lamenta morte de Shinzo Abe

"A violência que tirou a vida ao primeiro-ministro Abe é um apelo a todos nós para trabalharmos pela não-violência, paz e tolerância em todas as regiões do globo", referiu o chefe de Estado sul-africano, em comunicado divulgado pela Presidência da República.

Na sua mensagem, o Presidente Cyril Ramaphosa destacou o reforço das relações bilaterais entre os dois países, nomeadamente na esfera económica, e a cooperação em temas internacionais, desde 2015.

O líder sul-africano sublinhou que em 2019 participou, já na qualidade de chefe de Estado, na 7.ª edição da Conferência Internacional sobre Desenvolvimento Africano (Ticad), em Yokohama, onde regressou nesse mesmo ano a convite do ex-chefe de Governo do Japão para assistir à final do Campeonato do Mundo de Râguebi.

"É o meu desejo que o povo do Japão e da África do Sul encontrem consolo no legado que o primeiro-ministro Abe estabeleceu no Japão, globalmente e na profundidade das relações entre os nossos dois países", salientou.

Abe, 67 anos, foi atingido pelas costas quando fazia um discurso na rua antes das eleições parlamentares de domingo.

O Partido Liberal Democrático (LDP), a que pertencia, anunciou a sua morte após os serviços de saúde terem informado que Abe tinha sido levado para um hospital em paragem cardiorrespiratória, segundo a agência espanhola Efe.

O alegado autor dos disparos foi detido no local segurando uma arma, com a qual terá disparado dois tiros contra Abe.

Desconhecem-se os motivos do atentado.

Os comícios eleitorais no Japão são geralmente realizados na rua e com poucas medidas de segurança, devido à baixa taxa de criminalidade e de ataques com armas de fogo.

Abe foi primeiro-ministro em 2006, durante um ano, e novamente de 2012 a 2020, batendo recordes de longevidade na liderança do Japão.

Leia Também: Bolsonaro decreta 3 dias de luto e diz que Shinzo Abe era amigo do Brasil

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório