Meteorologia

  • 11 AGOSTO 2022
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 26º

Presidente da Costa do Marfim reúne-se dia 14 com os dois antecessores

O Presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, reúne-se em 14 de julho com os seus dois antecessores, Laurent Gbagbo e Henri Konan Bédié, um encontro que visa reforçar o apaziguamento político, anunciou hoje o porta-voz do Governo.

Presidente da Costa do Marfim reúne-se dia 14 com os dois antecessores
Notícias ao Minuto

19:55 - 06/07/22 por Lusa

Mundo Alassane Ouattara

Amadou Coulibaly, que fez o anúncio após o Conselho de Ministros, salientou que Ouattara "fala regularmente com os dois ex-presidentes por telefone, mas também era importante que esta reunião acontecesse".

A iniciativa de um encontro entre os três homens foi uma das recomendações do diálogo político entre poder e oposição realizado no início do ano para apaziguar o ambiente político na Costa do Marfim.

O país passou por várias crises nos últimos anos envolvendo estes três homens que ocupam o centro do palco político da Costa do Marfim há décadas.

Em 2010, o duelo presidencial entre Laurent Gbabgbo e Alassane Ouattara conduziu a uma crise pós-eleitoral que provocou cerca de 3.000 mortos e levou à prisão de Gbagbo em abril de 2011.

Em 2020, a violência eleitoral durante a eleição presidencial provocou 85 mortos e 500 feridos.

A votação, boicotada em particular por Konan Bédié, foi marcada pela reeleição de Alassane Ouattara para um controverso terceiro mandato, considerado inconstitucional pela oposição.

Absolvido pela justiça internacional, Laurent Gbabgo, Presidente de 2000 a 2011, regressou em junho de 2021 a Abidjan.

Gbagbo reuniu-se um mês depois com Ouattara antes de lançar o Partido do Povo Africano - Costa do Marfim (PPA-CI), uma nova formação da oposição.

Henri Konan Bédié, que foi Presidente de 1993 a 1999, e líder do Partido Democrático da Costa do Marfim (PDCI, oposição) reuniu-se, por sua vez, com Ouattara no final de 2020.

As próximas eleições na Costa do Marfim, municipais e regionais, devem ser realizadas em 2023, enquanto a eleição presidencial deve realizar-se em 2025.

Leia Também: Blaise Compaoré regressa após quase oito anos de exílio

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório