Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 27º

Sondagem. Lula mantém forte liderança na corrida presidencial brasileira

Numa expectável segunda volta, Lula da Silva é apontado como o provável vencedor, mostra esta nova sondagem.

Sondagem. Lula mantém forte liderança na corrida presidencial brasileira

Lula da Silva, candidato à presidência do Brasil nas eleições de outubro, mantém uma forte liderança na corrida face ao atual presidente, Jair Bolsonaro, mostra uma sondagem da Genial/Quaest divulgada esta quarta-feira, a que a Reuters teve acesso.

A sondagem mostra que o apoio ao antigo presidente brasileiro, mais à esquerda no espetro político, deverá rondar os 45% na primeira volta - tendo assim uma vantagem de 14 pontos percentuais face ao seu rival da extrema-direita (31%). No mês passado, o apoio a Bolsonaro era mais baixo, na ordem dos 30%.

Numa expectável segunda volta, Lula da Silva é apontado como o provável vencedor, com uma distância mais ampla, de 19 pontos percentuais, face ao seu oponente (53% dos votos versus 34%).

O estudo de opinião desenvolvido pela Genial/Quaest mostrou ainda que a opinião negativa acerca do governo de Bolsonaro ronda os 47%, percentagem semelhante à registada em junho. Porém, uma maior proporção dos inquiridos mostra-se satisfeito com a sua liderança em comparação com o mês anterior - 26%, mais um ponto percentual.

Para 44% dos inquiridos, a situação económica do país continua a ser o maior problema que a nação enfrenta, revela esta nova sondagem.

No âmbito deste estudo de opinião, foram entrevistadas 2.000 pessoas pessoalmente entre 29 de junho e 2 de julho. O mesmo tem um margem de erro de dois pontos percentuais.

Lula da Silva governou o Brasil entre 2003 e 2010, tendo abandonado o cargo com o estatuto de presidente mais popular desde a redemocratização do Brasil, contando com mais de 80% de aprovação. O mesmo viria depois, em 2017, a ser condenado por corrupção, num processo da Lava Jato.

O Brasil elegerá o seu próximo presidente em outubro, num momento em que também serão escolhidos os governadores dos 27 estados do país, membros das câmaras legislativas estaduais, e membros da câmara alta e da câmara baixa do parlamento.

Leia Também: Marcelo conversou com Lula sobre "equilíbrio geopolítico"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório