Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2022
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 26º

Riaan Naude, o homem que morreu após ser 'caçado' no seu jogo ilegal

O empresário, que tem uma empresa que organiza caçadas a animais em vias de extinção, foi encontrado morto perto do Parque Nacional Kruger, na África do Sul.

Riaan Naude, o homem que morreu após ser 'caçado' no seu jogo ilegal
Notícias ao Minuto

12:04 - 05/07/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Insólito

O cadáver de um caçador furtivo foi encontrado junto ao seu veículo em Limpopo, na África do Sul.

De acordo com as publicações internacionais, trata-se de Riaan Naude, um homem que caça animais em vias de extinção e que costumava partilhar as fotografias ao lado dos corpos. Na legenda de uma dessas fotografias, na qual se vê um leão - ainda vivo - o caçador escreveu: "Agora, diverte-te no inferno".

Naude foi alvejado mortalmente no local, de uma pequena distância, perto do Parque Nacional Kruger. Segundo as publicações internacionais, o homem estava a conduzir quando um carro surgiu e os ocupantes o alvejaram mortalmente.

"O homem estava caído com a cara para cima e havia sangue aí e na cabeça", disse um porta-voz das autoridades locais. "O motivo do ataque é desconhecido", afirmou a mesma fonte.

De acordo com os média sul-africanos, foram descobertas na cena do crime algumas armas, roupa, água, whisky e pijamas.

O caçador de troféus tinha uma empresa de caça furtiva, situada no Norte da África do Sul. De acordo com o New York Post, a empresa cobrava cerca de 2.428 euros para caçar um crocodilo ou 1.457 se o alvo fosse uma girafa.

Leia Também: Capitólio: Comissão de investigação reúne mais provas contra Trump

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório