Meteorologia

  • 10 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 26º

AO MINUTO: Devolvidos 400 corpos; Ucranianos terão que lutar pela Rússia?

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Devolvidos 400 corpos; Ucranianos terão que lutar pela Rússia?
Notícias ao Minuto

07:42 - 03/07/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Ucrânia

A invasão à Ucrânia entra hoje no seu 130.º dia e fica marcado pelo receio de que as forças ucranianas tenham perdido mais um importante território no país.

As forças russas anunciaram, este sábado, que tinham cercado totalmente a cidade de Lisichansk, na região oriental de Lugansk, após ocuparem todas as localidades importantes ao redor da localidade.  Apesar de inicialmente as forças ucranianas terem negado tal situação, um conselheiro do presidente ucraniano disse entretanto recear que a luta nesta região tenha sido perdida.

Fim de cobertura

Beatriz Maio | há 1 mês

Boa noite! Damos por terminado o acompanhamento AO MINUTO dos desenvolvimentos da invasão russa da Ucrânia. Poderá acompanhar uma nova cobertura na manhã de segunda-feira. 

Três feridos em bombardeamento russo num internato em Bilopilsky

Beatriz Maio | há 1 mês

Três pessoas ficaram feridas devido ao bombardeamento russo num internato no distrito de Bilopilsky, em Sumy Oblast, segundo o governador da região, Dmytro Zhyvytsky. O edifício administrativo e o dormitório da escola foram destruídos e os residentes da escola foram levados para um hospital.

Mais de 400 corpos de soldados foram devolvidos à Ucrânia

Beatriz Maio | há 1 mês

A vice-primeira-ministra ucraniana Iryna Vereshchuk admitiu que o número de corpos devolvidos "definitivamente não é suficiente", uma vez que há muitos mais, relatou a Agência Nacional de Notícias da Ucrânia Ukrinform. Vereshchuk disse ainda que a Rússia está a tentar esconder o número de cadáveres, evitando a transferência maciça de corpos para a Ucrânia, salientando que o país não está a proceder à identificação e exame dos mortos, de acordo com os protocolos europeus.

Pelo menos sete civis foram mortos e 20 ficaram feridos em Donetsk

Beatriz Maio | há 1 mês

O governador de Donetsk, Pavlo Kyrylenko, admitiu no Telegram que pelo menos sete civis foram mortos e 20 ficaram feridos este domingo, tendo as principais cidades de Sloviansk e Kramatorsk sido as mais atingidas.

Rússia poderá estar a preparar-se para a mobilização na Crimeia ocupada

Beatriz Maio | há 1 mês

O Gabinete do Representante do Presidente da Ucrânia na Crimeia informou, nas redes sociais, que os cidadãos ucranianos residentes na Crimeia poderão em breve ser forçados a lutar contra a Ucrânia, apelando para que façam "todos os possíveis para evitar ser forçados a lutar pelo exército russo".

Ucrânia precisa de cerca de 2 milhões de dadores de sangue

Beatriz Maio | há 1 mês

Embora o número de pessoas dispostas a doar sangue tenha aumentado desde o início da invasão Rússia, a necessidade de dadores é cada vez maior. Segundo Iryna Slavinska, fundadora de uma iniciativa de recrutamento e coordenação de dadores, DonorUA, a Ucrânia precisa de cerca de 2 milhões de dadores, informa o canal televisivo ucraniano Suspilne Media.

G7 quer reduzir o valor do petróleo russo para metade

Beatriz Maio | há 1 mês

O primeiro-ministro japonês Fumio Kishida divulgou que os líderes do G7 debateram formas de estabelecer um limite de preço para o petróleo russo para um valor duas vezes inferior ao atual, acrescentando que os líderes planeiam instaurar um mecanismo que não permitirá à Rússia vender o petróleo a um preço superior ao limite estabelecido.

Eslováquia planeia dar jatos de caça MiG-29 à Ucrânia

Beatriz Maio | há 1 mês

O primeiro-ministro eslovaco Eduard Heger afirmou, numa entrevista a um canal de televisão checo, que existe a possibilidade de o país fornecer tanques à Ucrânia, contudo esclareceu que Kyiv pediu para não revelar mais detalhes.

Austrália irá dar 94,4 milhões em ajuda militar e técnica à Ucrânia

Beatriz Maio | há 1 mês

O primeiro-ministro australiano Anthony Albanese revelou, durante uma reunião com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky numa visita a Kyiv, que a Austrália continuará a apoiar a Ucrânia durante o tempo que for necessário para ganhar a guerra, contribuindo agora com 100 milhões de dólares, o equivalente a 94,4 milhões de euros, em ajuda militar e técnica, avança o jornal Pravda. Albanese admitiu ainda que a Austrália irá proibir as importações de ouro russo, além de fornecer 34 veículos blindados à Ucrânia.

Forças russas capturam Zolotarivka, perto de Lysychansk

Beatriz Maio | há 1 mês

O exército russo bombardeou perto de Hryhorivka e Belogorivka, bem como Zolotarivka e Verkhnyokamyanka, tendo conseguido dominar Zolotarivka, relata o jornal Pravda. Os militares russos atravessaram o rio Siverskyi Donets e tentaram ainda dominar Bilohorivka, também em Luhansk. 

Ucrânia confirma retirada de Lysychansk

Beatriz Maio | há 1 mês

O comando militar da Ucrânia confirmou, esta tarde, nas redes sociais que as tropas retiraram-se da cidade de Lysychansk. Numa publicação no Facebook pode ler-se: "Continuar a defender a cidade conduziria a consequências fatais. A fim de preservar as vidas dos defensores ucranianos, foi tomada a decisão de nos retirarmos".

Uma criança entre os seis mortos em Sloviansk

Beatriz Maio | há 1 mês

Das seis pessoas que morreram, este domingo, devido aos bombardeamentos na cidade ucraniana de Sloviansk está uma criança, avança a Sky News. O presidente da câmara da cidade, na região de Donetsk, Vadym Lyakh, comentou que este ataque foi "o mais intenso durante mais tempo".

Também Kramatorsk, outra cidade na mesma região, foi hoje atacada, assim como Kharkiv, no nordeste do país.

Zelensky admite que situação está "extremamente difícil" em Lysychansk

Beatriz Maio | há 1 mês

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky divulgou que continuam a haver combates nos arredores da cidade de Lysychansk e embora a situação seja "extremamente difícil", uma vez que a Ucrânia "não tem qualquer vantagem", é ainda "demasiado cedo para dizer que a cidade está sob domínio da Rússia". "Há riscos de que toda a região de Luhansk seja ocupada. Mas é preciso compreender que a situação pode mudar diariamente", confessou.

Navio russo na Turquia transportava cereais ucranianos

Beatriz Maio | há 1 mês

O embaixador da Ucrânia na Turquia, Vasyl Bondar, afirmou que as autoridades aduaneiras turcas apreenderam um navio com bandeira russa que transportava cereais alegadamente roubados da Ucrânia. Segundo a Reuters, a Ucrânia pediu anteriormente à Turquia para apreender o navio de carga Zhibek Zholy. "Temos plena cooperação", disse Bondar, acrescentando que a Ucrânia espera confiscar os cereais.

Ataque russo a Kharkiv faz um morto e quatro feridos

Beatriz Maio | há 1 mês

Serhii Bolvinov, chefe do departamento de investigação da polícia de Kharkiv, revelou que uma pessoa foi morta e pelo menos quatro ficaram feridas devido ao bombardeamento russo que danificou vários edifícios residenciais, avança a televisão ucraniana Suspilne Media.

Portugal e Brasil têm visões diferentes sobre a guerra, diz Marcelo

Andrea Pinto | há 1 mês

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que a guerra na Ucrânia foi um dos temas abordados no seu encontro com Lula da Silva, em São Paulo, este domingo.

O chefe de Estado começou por salientar que os dois países têm visões diferentes sobre o conflito. "Em Portugal somos União Europeia, somos NATO", começou por dizer, afirmando depois que Portugal presta "apoio humanitário e militar" ao país, estando ciente das consequências geopolíticas que a guerra pode ter. Já "o Brasil e outros continentes" não têm essa visão, disse.

 

Seis mortos em ataque a Sloviansk

Andrea Pinto | há 1 mês

A cidade de Sloviansk foi alvo de vários ataques, este domingo. Sabe-se agora que, pelo menos, seis pessoas morreram e outras 15 ficaram feridas.

"Apenas tenho más palavras para descrever o que se passou", afirmou o autarca da cidade, Yuriy Podlesnyi, à BBC.

 

Scholz disponível para mais sanções à Rússia para garantir segurança

Andrea Pinto | há 1 mês

O chanceler alemão lembrou hoje que as sanções impostas à Rússia pela anexação da Crimeia e apoio aos separatistas do Donbass ainda estão em vigor e mostrou abertura para aplicar medidas semelhantes no futuro para garantir a segurança europeia.

Mundo precisa de paz "não baseada no equilíbrio de armamentos", diz Papa

Andrea Pinto | há 1 mês

O Papa Francisco fez hoje um novo apelo pela paz na Ucrânia e afirmou que o mundo precisa de uma paz "não baseada no equilíbrio de armamentos e no medo recíproco".

"Continuamos a rezar pela paz na Ucrânia e em todas as partes do mundo", disse o chefe da Igreja Católica após a tradicional oração do Angelus no Vaticano, pedindo aos "chefes das nações e das organizações internacionais para que reajam à tendência de acentuar o conflito e a oposição".

Ataque na cidade de Sloviansk provoca "muitos mortos"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O autarca de Sloviansk, na Ucrânia, revelou que a cidade foi este domingo atingida por “bombardeamentos maciços” por parte das tropas russas. 

“Há 15 incêndios. Muitos mortos e feridos”, referiu na rede social Telegram. Segundo o responsável, trata-se do ataque russo mais grave à cidade desde o início da invasão.

100 soldados russos morreram nas últimas 24h, diz Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

As Forças Armadas da Ucrânia revelaram, este domingo, que 100 soldados russos foram mortos nas últimas 24 horas, aumentando o total para 35.970 desde o início da invasão russa. No seu mais recente balanço, o exército ucraniano diz ainda ter destruído 1.584 (+2) tanques russos e 3.744 (+7) veículos armados desde 24 de fevereiro.

Primeiro-ministro da Austrália esteve em três cidades ucranianas

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese, visitou três das cidades ucranianas onde, alegadamente, ocorreram crimes de guerra por parte das tropas russas. Segundo o chefe da administração militar regional de Kyiv, Oleksiy Kuleba, o australiano esteve em Bucha, Hostomel e Irpin.

“Esta é a primeira viagem de Anthony Albanese à Ucrânia. Ele ficou chocado com o que viu: casas civis destruídas, vestígios de minas, o aeroporto Antonov destruído”, afirmou Kuleba na rede social Telegram.

Durante o encontro, Albanese garantiu que a "Austrália apoia a Ucrânia e defende uma punição justa pelos crimes cometidos” naquelas cidades. 

Rússia diz que abateu 3 mísseis ucranianos lançados contra cidade russa

Andrea Pinto | há 1 mês

O exército russo afirmou ter abatido hoje de madrugada três mísseis ucranianos lançados contra a cidade de Belgorod, perto da Ucrânia, onde um responsável local anunciou a morte de pelo menos quatro pessoas após explosões.

Ucrânia nega que cidade de Lisichansk esteja ocupada por tropas russas

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O Ministério da Defesa da Ucrânia negou, este domingo, que a cidade de Lisichansk - o último reduto da resistência ucraniana na região separatista de Lugansk - está sob “controlo total” das tropas russas, apesar das alegações de Moscovo.

Em declarações à BBC, o porta-voz Yuriy Sak reconheceu, no entanto, que a situação na cidade está “muito intensa já há algum tempo”. “Para os ucranianos, o valor da vida humana é uma prioridade máxima, pelo que por vezes podemos retirar-nos de certas áreas para as podermos retomar no futuro”, acrescentou. 

O responsável frisou ainda que, caso a Rússia conquiste Lugansk, tal não significará o fim de Donbass e lembrou que existem “outras grandes cidades” na região que permanecem sob controlo da Ucrânia, “em particular na região de Donetsk”. 

 

Rússia anuncia "libertação" de Lugansk

Andrea Pinto | há 1 mês

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, terá informado o presidente russo, Vladimir Putin, sobre a “libertação” da autoproclamada República Popular de Lugansk. Após assumir o controlo da cidade de Lisichansk, o ministro afirma que a região está agora sob o total controlo russo.

"Hoje, 3 de julho de 2022, o ministro da Defesa da Federação Russa, General do Exército Sergei Shoigu, relatou ao Comandante Supremo das Forças Armadas da Federação Russa Vladimir Putin sobre a libertação da República Popular de Luhansk", terá dito o ministério em comunicado.

A informação está a ser avança pela agência russa TASS.

 

 

Jogador de hóquei detido na Rússia acusado de não cumprir serviço militar

Andrea Pinto | há 1 mês

O jogador de hóquei no gelo russo, Ivan Fedotov, que tem contrato com uma equipa norte-americana, terá sido retido no país de origem e acusado de não estar a cumprir o serviço militar obrigatório.

O jogador, de 25 anos, foi detido em São Petersburgo, na sexta-feira, e encaminhado para um gabinete de alistamento.

Ucrânia atinge base militar de Melitopol com mais de 30 mísseis

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O exército ucraniano atingiu uma base militar com mais de 30 ataques com mísseis na cidade de Melitopol, atualmente ocupada por tropas russas. A informação foi confirmada pelo autarca Ivan Fedorov, que se encontra exilado. Numa publicação na rede social Telegram, o responsável garantiu que a base militar foi “colocada fora de ação”. 

Já as autoridades russas, citadas pela agência de notícias RIA, afirmaram que várias casas nas imediações do aeroporto da cidade ficaram danificadas.

Londres condena Moscovo por "uso político" dos prisioneiros de guerra

Andrea Pinto | há 1 mês

O governo britânico condenou, este sábado, a "utilização para fins políticos" de estrangeiros presos na Ucrânia. O anúncio foi feito depois de ter sido confirmado que mais dois cidadãos britânicos foram acusados de crimes que podem levar à pena de morte.

"Condenamos a utilização de prisioneiros de guerra e civis para fins políticos", fez saber o Ministério dos Negócios Estrangeiros, referindo que já passou esta informação à Rússia.

 

Pelo menos um morto nos ataques a Mikolaiv

Andrea Pinto | há 1 mês

O governador de Mikolaiv, Vitali Kim, anunciou através da sua conta no Telegram que pelo menos uma pessoa morreu na sequência dos ataques à cidade, este sábado.

O governador refere que os ataques atingiram seis bairros, incluindo o de Luch, onde morava esta vítima mortal. Nas restantes áreas, verificam-se danos em edifícios residenciais e lojas, num centro cultural, num refeitório escolar  e num edifício de serviços públicos.

 

Zelensky apela para que se fale a "verdade" sobre a guerra

Andrea Pinto | há 1 mês

No seu discurso noturno no Instagram, Volodymyr Zelensky lembrou que a invasão russa ainda não acabou e apelou para que a verdade sobre a guerra seja dita.

"Em muitas cidades na retaguarda há agora um sentimento de descontração, mas a guerra ainda não acabou, a sua crueldade está a aumentar em alguns lugares, e não pode ser esquecida", afirmou, voltando a pedir ajuda: "Portanto, ajudem o exército, ajudem os voluntários, ajudem todos os que foram deixados sozinhos neste momento".

"Espalhem a verdade sobre a guerra e sobre os crimes dos ocupantes", disse, lembrando que por "muito difícil que as coisas estejam hoje, há que lembrar que há sempre um amanhã".

 

Explosão em cidade russa faz pelo menos três mortos

Andrea Pinto | há 1 mês

Pelo menos três pessoas morreram na sequência de uma explosão na cidade russa de Belgorod, junto à fronteira com a Ucrânia.

 A informação é avançada pelo governador local, Vyacheslav Gladkov, dando conta de que a explosão destruiu parcialmente 11 prédios e 39 residências privadas. Segundo a mesma fonte, o incidente está a ser investigado, acrescentando que "presumivelmente, o sistema de defesa aérea [ucraniana] funcionou”.

Conselheiro de Zelensky não exclui que Lisichansk seja tomada por russos

Andrea Pinto | há 1 mês

Um conselheiro do presidente ucraniano assumiu que há o receio de que Lisichansk possa ser totalmente tomada pelo exército russo. A Rússia anunciou este sábado que a cidade estava totalmente cercada, tendo as forças ucranianas, mais tarde, negado essa informação.  

Oleksiy Arestovych afirma, contudo, que os russos conseguiram passar o rio Siverskyy e aproximam-se da cidade. "Isto é de facto uma ameaça. Vamos ver [o que acontece]. Não excluo aqui qualquer um de vários resultados. As coisas tornar-se-ão muito mais claras dentro de um dia ou dois", disse.

 

Para recordar...

Andrea Pinto | há 1 mês
  • Lukashenko acusa Kyiv de disparar mísseis contra a Bielorrússia. O Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, afirmou este sábado que o seu exército intercetou mísseis disparados da Ucrânia que se dirigiam contra a Bielorrússia. "Nós estamos a ser provocados", disse.
  • Rússia ataca Mykolaiv com dez mísseis a partir da ocupada Kherson. As forças russas dispararam dez mísseis de alta precisão contra instalações portuárias e outras infraestruturas industriais de Mykolaiv, com os ataques a terem origem na região ocupada de Kherson.
  • Mais de 10 mil residentes de Mariupol estão presos em Donetsk. A Câmara Municipal de Mariupol, na Ucrânia, denunciou hoje que há mais de dez mil residentes daquela cidade tomada pelas forças russas que estão presos na autoproclamada República Popular de Donetsk.

Bom dia!

Andrea Pinto | há 1 mês

Damos início a um novo acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia. Poderá recordar tudo o que aconteceu no sábado no link abaixo:

AO MINUTO: Oito autarcas em cativeiro; 5% com acesso a água em Mariupol

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:48 - 02/07/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório