Meteorologia

  • 02 OUTUBRO 2022
Tempo
28º
MIN 16º MÁX 30º

Russos terão abandonado ilha Zmiinyi devido aos ataques ucranianos

Reino Unido considera que russos saíram da ilha do Mar Negro “muito provavelmente” devido à sua “crescente vulnerabilidade” face aos ataques ucranianos.

Russos terão abandonado ilha Zmiinyi devido aos ataques ucranianos

O Ministério da Defesa britânico considerou, esta sexta-feira, que a retirada das tropas russas da ilha Zmiinyi [ilha da Serpente], no Mar Negro, foi causada “muito provavelmente” devido à sua “crescente vulnerabilidade” face aos ataques ucranianos.

Na quinta-feira, o Ministério da Defesa russo admitiu que as suas forças abandonaram a ilha. Naquilo que apelidou de um "gesto de boa vontade", o organismo justificou que as tropas russas cumpriram as tarefas que lhes foram atribuídas.

“A Rússia retirou-se da ilha da Serpente muito provavelmente devido ao isolamento e à sua crescente vulnerabilidade aos ataques ucranianos, e não como um ‘gesto de boa vontade’, como tem afirmado”, referiram os serviços de informação britânicos, no mais recente relatório sobre a invasão russa da Ucrânia.

Segundo a nota, a ilha - ocupada desde o primeiro dia da invasão - tem sido alvo de ataques ucranianos “com mísseis e drones”. Foram ainda usados mísseis para “interditar os navios russos que tentavam reabastecer a ilha”.

Na sua comunicação diária ao país, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, agradeceu ao exército ucraniano por ter conseguido recuperar a ilha, que considera ser “um ponto estratégico” que “altera significativamente a situação do Mar Negro”. “Não garante ainda a segurança, não garante ainda que o inimigo não regresse. Mas já limita significativamente as ações dos ocupantes. Passo a passo, vamos expulsá-los do nosso mar, da nossa terra, e do nosso céu”, frisou.

Assinala-se, esta sexta-feira, o 128.º dia da guerra na Ucrânia, que já provocou, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a morte a  4.731 civis e deixou 5.900 feridos.

Leia Também: AO MINUTO: 18 mortos em Odessa; Kyiv exporta eletricidade para a UE

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório