Meteorologia

  • 12 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Cidades e regiões europeias criam Aliança para a reconstrução da Ucrânia

O Comité Europeu das Regiões e as associações representativas das cidades e regiões europeias apresentaram hoje a Aliança Europeia das Cidades e Regiões para a Reconstrução da Ucrânia.

Cidades e regiões europeias criam Aliança para a reconstrução da Ucrânia

O objetivo desta união é ajudar as autoridades locais e regionais ucranianas a reconstruir habitações, escolas, infraestruturas e serviços destruídos pela Rússia desde que este país invadiu o país vizinho, em 24 de fevereiro, afirmou o Comité das Regiões (CdR), em comunicado.

"O Comité das Regiões está lado a lado com os nossos amigos ucranianos (...) Apelamos a todas as cidades e regiões da União Europeia (EU) para que se unam e demonstrem solidariedade europeia com ações concretas", disse o presidente da instituição, Vasco Alves Cordeiro.

A Aliança, lançada sete dias após os Estados-membros da UE concordarem em aceitar o pedido de adesão da Ucrânia, foi saudada pelo ministro das Comunidades e Desenvolvimento Territorial da Ucrânia, Oleksi Chernishov, como "base para a integração europeia" do seu país.

As estimativas dos danos sofridos pela Ucrânia, e fornecidas pelo ministro, ascendem atualmente a 186 mil milhões de euros.

Cerca de 120.000 casas foram destruídas ou danificadas e 20.000 blocos de apartamentos foram afetados, um terço deles completamente destruídos, frisou o governante.

"Precisamos construir um país europeu com padrões europeus e, por isso, agradeço a todos aqueles que estão a tentar ajudar a Ucrânia", disse Vitali Klitschko, presidente da Câmara Municipal de Kiev, presidente da Associação das Cidades Ucranianas e membro honorário do CdR.

O lançamento da Aliança foi presenciado pessoalmente pelo presidente da Câmara Municipal de Irpin, Oleksandr Markushyn, uma das cidades mais afetadas nas primeiras semanas da guerra, com mais de 50 % da área destruída, sugerindo que fosse utilizada como projeto-piloto para os esforços de reconstrução.

A cidade portuguesa de Cascais comprometeu-se a ajudar a reconstruir um infantário.

A Aliança foi criada em resposta a um apelo lançado em abril pelo Presidente da Ucrânia, Volodymir Zelenski, com o apoio do Presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, e da Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Os planos serão finalizados a 4 e 5 de julho, quando o primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, apresentará a estratégia de reconstrução do seu Governo na Conferência de Recuperação da Ucrânia, em Lugano, Suíça.

Leia Também: Zelensky alerta: Crise alimentar pode levar a "tsunami migratório"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório