Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Pelo menos 5 mortos em ataque a escola primária e residências de Kharkiv

Entre os feridos estarão cinco crianças, segundo revelou o governador da região, Oleh Synehubov, na rede social Telegram.

Pelo menos 5 mortos em ataque a escola primária e residências de Kharkiv
Notícias ao Minuto

09:17 - 28/06/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Ucrânia/Rússia

As forças russas bombardearam o centro da cidade ucraniana de Kharkiv, na segunda-feira, provocando a morte de, pelo menos, cinco pessoas. Outras 22 terão ficado feridas, naquele que foi um ataque que atingiu complexos de apartamentos e uma escola primária.

Entre os feridos estarão cinco crianças, segundo revelou o governador da região, Oleh Synehubov, na rede social Telegram.

“Todos são civis de Kharkiv, que andavam nas ruas, nos parques de diversão… Sinceras condolências às famílias”, lamentou o responsável.

Synehubov informou ainda que os médicos locais “trabalham de forma intensiva e prestam toda a assistência necessária”.

O residente Maksim Antonenko revelou ter prestado auxílio aos feridos, após três explosões.

“Estava um homem deitado. Ajudei-o a colocar uma ligadura na perna e, os dois, parámos a hemorragia. Também estava ferido na mão”, contou à agência Reuters, acrescentando que a ambulância estava a tratar de uma criança ferida, com 12 anos.

Maryna Svet, por sua vez, viu o sogro morrer, minutos depois daquilo que descreveu como explosões ensurdecedoras.

“Ele era uma pessoa tão boa, tão bondosa. Estava sempre a cantar, queria que ganhássemos”, recordou.

“Quando saí alguém disse-me que alguma coisa tinha acontecido ao meu sogro. Aproximei-me, ele estava deitado, ainda vivo. Em literalmente 10 minutos, ficou ofegante, e foi isso”, rematou.

Lançada a 24 de fevereiro, a ofensiva militar russa na Ucrânia já provocou a fuga de mais de 15 milhões de pessoas - mais de oito milhões de deslocados internos e mais de 7,5 milhões para os países vizinhos -, de acordo com os mais recentes dados da Organização das Nações Unidas (ONU), que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Além disso, cerca de 15 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária.

A ONU confirmou ainda que mais de quatro mil civis morreram e mais de cinco mil ficaram feridos na guerra, sublinhando que os números reais poderão ser muito superiores e só serão conhecidos quando houver acesso a zonas cercadas ou sob intensos combates.

A invasão russa - justificada pelo presidente russo pela necessidade de "desnazificar" e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia - foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e a imposição à Rússia de sanções que atingem praticamente todos os setores.

Leia Também: Sobrevivente da II Guerra entre as vítimas de bombardeamento em Kharkiv

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório