Meteorologia

  • 13 AGOSTO 2022
Tempo
28º
MIN 18º MÁX 28º

Israel, Estados Unidos e quatro países árabes aprofundam relação

Responsáveis políticos de Israel, Estados Unidos e de quatro países árabes signatários dos Acordos de Abraão definiram hoje em Manama as bases para concretizar o Fórum de Negev, uma plataforma regional destinada a reforçar a cooperação em diversas áreas.

Israel, Estados Unidos e quatro países árabes aprofundam relação

A reunião em Manama, na presença de diretores e altos representantes dos Ministérios dos Negócios Estrangeiros de Israel, Estados Unidos, Emirados árabes Unidos (EAU), Marrocos, Egito e Bahrein, foi a primeira do designado comité de acompanhamento do Fórum do Negev desde a cimeira que decorreu nessa cidade israelita em março de 2021.

"O principal objetivo do comité consiste em coordenar os esforços coletivos para avançar numa visão comum para a região", explicitou Alon Ushpiz, diretor-geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita durante uma conferência de imprensa com Abdullah bin Ahmed al Khalifa, vice-ministro da diplomacia do Bahrein.

Foi referido que os presentes chegaram a acordo "sobre o documento definidor do Fórum de Negev, no qual se estabelecem os objetivos do fórum", incluindo a presidência, grupos de trabalho e as suas áreas, entre outros.

Os grupos de trabalho vão abordar assuntos relacionados com "energias limpas, educação e convivência, segurança alimentar, saúde, segurança regional e turismo", esclareceu Ushpiz, ao indicar que as suas iniciativas serão apresentadas na reunião ministerial anual que deverá decorrer em cada um dos seis países membros.

Os países árabes do Fórum de Negev assinaram em 2020 acordos de paz com Israel no âmbito dos designados Acordos de Abraão, sob os auspícios dos Estados Unidos, com exceção do Egito que em 1978 e sob a presidência de Anwar Sadat estabeleceu relações diplomáticas com o Estado judaico.

A primeira cimeira do Negev decorreu em 27 e 28 de março neste deserto israelita e foi um "encontro histórico" com a participação dos ministros dos Negócios Estrangeiros dos seis países.

Leia Também: Presidentes dos EUA e da China deverão falar "nas próximas semanas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório