Meteorologia

  • 16 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 18º MÁX 26º

Russa condenada a seis anos de prisão pede indulto a Lukashenko

A russa Sofia Sapega, ex-noiva do jornalista opositor bielorrusso Roman Protasevich, ambos detidos em maio de 2021 em Minsk e condenada a seis anos de prisão, pediu um indulto ao Presidente Alexander Lukashenko, informou hoje o seu advogado.

Russa condenada a seis anos de prisão pede indulto a Lukashenko

"A petição da absolvição foi entregue à administração penal", indicou o advogado Anton Gashinski, que representa a família da detida, citado pela agência noticiosa Interfax.

Sapega e Protasevich foram detidos em 23 de maio de 2021 após Lukashenko ter ordenado o desvio para o aeroporto de Minsk do voo da Ryanair em que viajavam e que tinha partido de Atenas em direção a Vilnius, a capital da Lituânia, com o argumento de uma ameaça de bomba a bordo.

Em resposta à "pirataria" e "sequestro" do avião por Minsk, a União Europeia (UE) decidiu reforçar as sanções contra o regime de Lukashenko, encerrar o espaço aéreo com o país e recomendou às companhias aéreas europeias que evitassem sobrevoar a Bielorrússia.

A Procuradoria-geral da Bielorrússia acusou Sapega, entre outros delitos, de incitamento ao ódio racial e de ações ilegais relacionadas com o tratamento de informação pessoal.

Segundo as autoridades bielorrussas, a cidadã russa geria um canal na rede social Telegram em que foram publicados dados sobre agentes policiais bielorrussos.

Protasevich, que se encontra sujeito a um processo mas em liberdade provisória desde janeiro passado pela sua cooperação com as autoridades, rompeu a relação com Sapega quanto estava detido e em 09 de maio passado anunciou que se casou com uma bielorrussa.

Leia Também: Putin anuncia que Rússia vai fornecer mísseis táticos à Bielorrússia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório