Meteorologia

  • 08 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 16º MÁX 28º

AO MINUTO: Sanções "não são suficientes"; Ucrânia sem 80% dos fuzileiros

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Sanções "não são suficientes"; Ucrânia sem 80% dos fuzileiros
Notícias ao Minuto

09:07 - 25/06/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

Este sábado assinala-se o 122.º dia de guerra depois de ontem o conflito ter completado já quatro meses.

Esta semana fica marcada pela aprovação do estatuto de candidato da Ucrânia à União Europeia, algo que aproxima o país do Ocidente e ainda a retirada das tropas de Severodonetsk, o lugar onde se concentrava a resistência ucraniana em Lugansk.

Fim de cobertura

Beatriz Maio | há 1 mês

Boa noite! Damos por terminado o acompanhamento AO MINUTO dos desenvolvimentos da invasão russa da Ucrânia. Poderá acompanhar uma nova cobertura na manhã de domingo. 

Grécia não aceitará mais pedidos de visto de cidadãos russos

Beatriz Maio | há 1 mês

A Grécia suspendeu este sábado os pedidos de visto de cidadãos russos por um período indefinido, de acordo com a Associação de Operadores Turísticos da Rússia. Segundo o jornal The Kyiv Independent, a decisão surgiu meses após a Grécia ter anunciado que os russos deixariam de ser elegíveis para solicitar, deter ou renovar autorizações de residência na Grécia com base em investimentos. 

Zelensky diz que as sanções contra a Rússia "não são suficientes"

Beatriz Maio | há 1 mês

O presidente ucraniano partilhou num vídeo nas redes sociais que as sanções contra a Rússia "não são suficientes", depois de este sábado 45 foguetes terem atingido a Ucrânia. "A ajuda militar à Ucrânia e as sanções contra a Rússia não são evidentemente suficientes para deter a agressão da Rússia", disse o Volodymyr Zelensky, salientando que "a Ucrânia precisa de sistemas de defesa aérea mais modernos".

Lituânia mantem controlo sobre mercadorias russas

Beatriz Maio | há 1 mês

A Lituânia continua a controlar o trânsito de mercadorias russas através de Kaliningrado, cidade no noroeste da Rússia. O presidente da Lituânia, Gitanas Nausėda, afirmou que "a Lituânia deve e irá manter o controlo sobre as mercadorias transportadas através do seu território", acrescentando que "não se pode falar de quaisquer 'corredores', bem como de concessões à Rússia em resposta às ameaças do Kremlin", avança o jornal ucraniano The Kyiv Independent.

Zelensky diz que Ucrânia "reconquistará" cidades que perdeu para a Rússia

Beatriz Maio | há 1 mês

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky acredita que a Ucrânia "reconquistará" as cidades que perdeu para a Rússia, incluindo Severodonestk. Num discurso em vídeo, Zelensky confessou também que o país foi atingido por 45 mísseis e foguetes russos nas últimas 24 horas, descrevendo os ataques como uma tentativa de destruir o espírito do povo. 

Mais de 150 monumentos ucranianos destruídos pela Rússia

Beatriz Maio | há 1 mês

Mais de 150 monumentos ucranianos foram destruídos pela Rússia desde o início da guerra, divulgou o parlamento da Ucrânia. Ao colocar a informação no Telegram, o Conselho Supremo da Ucrânia partilhou a imagem de um edifício danificado. 

Comandante ucraniano diz que 80% dos fuzileiros foram mortos ou feridos

Beatriz Maio | há 1 mês

Segundo a Sky News, um comandante de uma unidade de fuzileiros ucranianos revelou que a 80% das suas melhores tropas foram feridas ou mortas. Ao falar perto da linha da frente, a sul da cidade de Severodonetsk, na Ucrânia, o comandante Oleksandr admitiu: "A minha unidade era totalmente composta por soldados profissionais com muita experiência. Agora, 80% estão incapacitados devido a ferimentos graves ou mortos".

Ataques russos matam três civis em Donetsk

Beatriz Maio | há 1 mês

Segundo o governador de Donetsk Oblast, Pavlo Kyrylenko, três civis foram mortos em Bakhmut, Nova Iorque, e Pervomaiske em Donetsk Oblast, este sábado. 

 

Mais de 34.700 soldados russos mortos, avança a Ucrânia

Beatriz Maio | há 1 mês

O Ministério dos Negócios Estrangeiro da Ucrânia divulgou nas redes sociais que mais de 34.700 soldados russos foram mortos desde que o início da invasão russa que começou há 122 dias. Na sua actualização diária sobre as perdas inimigas, o ministério informou que 217 aviões, 184 helicópteros e 1.511 tanques também tinham sido destruídos. 

Quanto à Rússia, o país não fornece atualizações regulares sobre o número de soldados perdidos.

Líderes do G7 acordam proibição de importação de ouro russo

Beatriz Maio | há 1 mês

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos da América  (EUA) irá emitir uma declaração, no dia 28 de junho, relativamente à proibição da importação de ouro para os EUA. Não só os Estados Unidos apoiam esta iniciativa como os líderes do G7, relata a Reuters.

Impostor faz-se passar por autarca de Kyiv e contacta políticos europeus

Beatriz Maio | há 1 mês

Pelo menos três presidentes de câmara de várias capitais europeias receberam chamadas de um impostor que se fez passar pelo presidente da Câmara de Kyiv. O presidente da câmara de Kyiv, Vitali Klitschko, foi avisado sobre o esquema, que descreveu como uma "organização criminosa", alertando: "Por favor, no futuro tenham cuidado com quem se faz passar por mim. As conversas oficiais só chegam através dos canais oficiais".

Ucrânia critica ataque russo perto de Bakhmut, em Donetsk

Beatriz Maio | há 1 mês

A Ucrânia criticou o ataque da Rússia perto de Bakhmut, Sloviansk, em Donetsk Oblast. De acordo com o Estado-Maior General das Forças Armadas da Ucrânia, os militares ucranianos condenaram todos os ataques perto das colónias de Mazanivka, Sloviansk, Pokrovske, Nova Iorque e Marinka, perto de Bakhmut.

Putin promete mísseis nucleares à Bielorrússia

Beatriz Maio | há 1 mês

A Rússia irá fornecer sistemas Iskander-M à Bielorrússia, mecanismos que podem transportar armas nucleares. De acordo com o Presidente russo Vladimir Putin, Moscovo fornecerá sistemas de mísseis balísticos de curto alcance com capacidade nuclear a Minsk nos próximos meses, informa o jornal The Kyiv Independent. 

Ucrânia reagrupa tropas para obter "vantagem tática" em Severodonetsk

Beatriz Maio | há 1 mês

O chefe dos serviços secretos militares da Ucrânia, Budanov, confessou que as tropas ucranianas estão a reagrupar-se para obterem "vantagem tática" sobre a Rússia", avança a Sky News. 

"As atividades a decorrer na área de Severodonetsk são um reagrupamento tático das nossas tropas, uma retirada para posições vantajosas de forma a obter vantagem táctica", afirmou, acrescentando: "A Rússia está a utilizar a tática utilizada em Mariupol". Segundo o chefe, as forças ucranianas estão deslocar-se para "terrenos mais altos para continuar as operações de defesa".

Bombardeamento russo danifica reator nuclear em Kharkiv

Beatriz Maio | há 1 mês

Um bombardeamento russo danificou, este sábado, edifícios do Instituto de Física e Tecnologia de Kharkiv, onde está sediado o reator nuclear 'Fonte Neutrónica', informação divulgada pelo Comité Estatal de Regulamentação Nuclear da Ucrânia (SNRCU) através de uma publicação no Telegram onde revelou que "os bombardeamentos contínuos no local poderão levar a graves efeitos de radiação e contaminação das áreas circundantes". 

 

Ucrânia deixa mensagem de apoio à Moldávia após novas ameaças

Beatriz Maio | há 1 mês

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, deixou uma mensagem de apoio à Moldávia nas redes sociais, depois de a Rússia ter feito, na sexta-feira, novas ameaças ao país. 

Após ter conhecimento de que tanto a Ucrânia como a Moldávia foram aceites pela União Europeia (UE) como candidatos à adesão, Maria Zakharova, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo afirmou que a decisão teria "consequências negativas" e acusou a UE de "escravizar" estes países. Contudo, Kuleba admitiu que declarações como esta apenas mostram a "fraqueza" da Rússia.

YouTube bloqueia quase 500 canais pró-russos

Beatriz Maio | há 1 mês

O Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) informou este sábado que, a seu pedido, o YouTube bloqueou quase 500 canais pró-russos com um total de mais de 15 milhões de assinantes, avança o jornal The Kyiv Independent.

Severodonetsk está totalmente sob ocupação russa, diz governador

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A cidade de Severodonetsk , no leste da Ucrânia, está totalmente ocupada pelas forças russas após semanas de combates intensos, segundo informações do governador local, Oleksandr Stryuk, citado pela SkyNews.

O governante adianta ainda que alertou os ucranianos que ainda estão dentro da cidade que não é mais possível sair para o território controlado pela Ucrânia.

As autoridades tinham dado ordem ontem para que as tropas se retirassem de Severodonetsk, tendo em conta as baixas pesadas que estavam a sofrer.
 
 

Grécia suspendeu os pedidos de visto para russos

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A Grécia suspendeu os pedidos de visto para russos, segundo informa a Associação de Operadores de Turismo da Rússia.

Os russos não poderão mais solicitar um visto para o país a partir de 27 de junho, relata a agência de notícias estatal russa RIA. 

Moscovo diz ter matado "até 80" combatentes polacos

Beatriz Cavaca | há 1 mês

"Até 80 mercenários polacos, 20 veículos blindados de combate e oito lança 'rockets' foram destruídos em ataques com armas de alta precisão na fábrica de zinco Megatex, na localidade de Konstantinovka", informou o Ministério da Defesa russo, em comunicado, citado pela AFP.

Mãe militar pela Ucrânia chega a casa e é recebida pela filha com emoção

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O Ministério da Defesa ucraniano partilhou, este sábado, um vídeo de uma mãe militar na frente de batalha que chega a casa e reencontra a filha.

Veja aqui este momento:

Mãe militar pela Ucrânia chega a casa e é recebida pela filha com emoção

Veja o reencontro entre uma mãe militar e a sua filha.

Beatriz Cavaca | 12:30 - 25/06/2022

 

Condenação do estatuto de candidato à UE revela fraqueza do Kremlin

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano afirmou hoje que a condenação do Kremlin de uma "garra geopolítica" dirigida à Rússia, na sequência da atribuição à Ucrânia e à Moldova de estatuto de candidato à UE "mostra a sua fraqueza".

Moscovo afirma que Kyiv perdeu 780 militares no último dia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O ministério da Defesa russo informou hoje que as forças ucranianas sofreram mais de 780 baixas, incluindo "até 80 mercenários polacos", como resultado de ataques aéreos e de fogo de artilharia das forças russas.

Zelensky demitiu a embaixadora da Ucrânia em Portugal

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky despediu, este sábado, Inna Ohnivets, a embaixadora da Ucrânia em Portugal. Foram também demitidos outros quatro embaixadores na Geórgia, Eslováquia, Irão e Líbano, segundo o jornal ucraniano The Kyiv Independent.

Zelensky demitiu a embaixadora da Ucrânia em Portugal

O presidente ucraniano justifica a decisão com "ações ineficazes".

Beatriz Cavaca | 12:00 - 25/06/2022

Ucrânia acusa Bielorrússia de bombardear região fronteiriça de Chernigiv

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A Bielorrússia, aliado diplomático de Moscovo, bombardeou a região fronteiriça de Chernigiv, na Ucrânia, a nordeste de Kiev, disse hoje o Exército ucraniano, acrescentando que o ataque não causou vítimas e afetou uma infraestrutura.

A Ucrânia está com a Moldova depois de ameaças de Moscovo, diz MNE

Beatriz Cavaca | há 1 mês

“Estamos com o povo e o governo da Moldova tendo em conta as novas ameaças vindas de Moscovo. Tudo o que resta à Rússia é cuspir ameaças a outros estados depois de décadas de políticas fracassadas baseadas em agressão, coerção e desrespeito. Isto só mostra a fraqueza da Rússia”, refere Dmytro Kuleba, ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano.

Já foram registados 19.530 crimes de guerra

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O gabinete da procuradora-geral ucraniana partilhou uma atualização dos supostos crimes de guerra cometidos pela Rússia até á data na Ucrânia.

Segundo a autoridade, registaram-se até ao momento, 19.530 supostos crimes de agressão e crimes de guerra sendo 9.678 crimes contra a segurança nacional. Além disso, 339 crianças foram mortas.

Kalush Orchestra, vencedora da Eurovisão quer mesmo a competição no país

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A União Europeia de Radiodifusão (EBU) disse, esta quinta-feira, que o risco “severo” de ataques aéreos na Ucrânia, juntamente com o risco “alto” de baixas em massa, contribuiu para a decisão de que os “requisitos necessários para sediar” a competição não foram alcançados.

Em entrevista à agência de notícias PA, Kalush Orchestra, a banda vencedora, agradeceu a Boris Johnson por dizer que o evento deveria ocorrer em Kyiv. “Neste momento há (ainda) muitas discussões (em andamento) na Ucrânia. Talvez a Ucrânia seja convidada (para sediar a Eurovisão). E esperamos que a Eurovisão seja na Ucrânia”, refere.

Recorde-se que Johnson disse, na sexta-feira, acreditar que será possível para a Ucrânia, que venceu o concurso, sediar o evento no próximo ano, dizendo que “eles merecem tê-lo”. “Acredito que eles podem tê-lo e acredito que deveriam tê-lo. Acredito que Kyiv ou qualquer outra cidade ucraniana segura seria um lugar fantástico para tê-lo”, sublinhou na altura o governante.

Mísseis russos atingiram instalações militares no norte da Ucrânia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Segundo Vitaliy Bunechko, governador da região de Zhytomyr, citado pela agência Reuters, no norte do país foram feitos ataques a um alvo militar que mataram pelo menos um soldado.

“Quase 30 mísseis foram lançados em uma instalação de infraestrutura militar muito perto da cidade de Zhytomyr”, disse Bunechko, acrescentando que quase 10 mísseis foram interceptados e destruídos.

Na região norte de Chernihiv, o governador Vyacheslav Chaus acrescentou que a pequena cidade de Desna foi alvo de ataques “concentrados” de foguetes na manhã de sábado. Não houve vítimas e ele não especificou o que foi atingido, acrescentando apenas que houve “danos na infraestrutura”.

Boris Johnson, diz que renunciaria se tivesse que abandonar a Ucrânia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Questionado pela BBC se ele acha que liderança é uma questão de moralidade e se há alguma circunstância em que ele renunciaria, o primeiro-ministro britânico revelou ser o apoio à Ucrânia a questão sobre a qual ele deixaria o cargo.

“Claro que acho que é [sobre moralidade]. Se me fosse colocado teríamos de abandonar a causa ucraniana porque estava a tornar-se demasiado difícil e o custo do apoio a esse povo era demasiado elevado em termos de inflação, prejuízos económicos, aceitaria que tinha perdido um argumento muito importante. Mas eu não vejo isso”, refere. 

Rússia perdeu 34.700 soldados desde o início da invasão 

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Segundo o Centro de Comunicações Estratégicas e Segurança da Informação da Ucrânia a Rússia perdeu 34.700 soldados desde que iniciou a invasão em fevereiro.

O órgão estima também que 1.511 tanques foram perdidos e 217 aeronaves.

Quatro feridos num ataque em Yavoriv perto da Polónia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Um ataque russo a instalações militares em Yavoriv, ​​no oeste da Ucrânia, feriu quatro pessoas , segundo o governador de Lviv, Maxim Kozitsky.

O responsável acrescentou que os seis mísseis foram disparados a partir do Mar Negro. Quatro conseguiram atingir a base militar, outros dois foram intercetados e destruídos.

Recorda-se que 13 de março, um ataque contra o centro de treino militar em Yavoriv fez 35 mortos e feriu pelo menos 130 pessoas, segundo indicaram na altura as autoridades ucranianas.

Esta base militar fica na zona ocidental da Ucrânia, a cerca de 24 quilómetros da fronteira com a Polónia.

Saiba quais os próximos passos do processo de adesão à UE

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A Ucrânia e a Moldova, às quais foi na quinta-feira atribuído pelos 27 Estados-membros da União Europeia o estatuto de países candidatos à adesão ao bloco, enfrentam agora um processo faseado que, por norma, é longo.

Veja aqui um conjunto de cinco perguntas e respostas, elaboradas pelo Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, que permitem entender melhor as exigências dessa jornada.

Ucrânia e Moldova: Próximos passos do processo de adesão à UE

Após serem aceites como candidatos, eis o que se segue.

Lusa | 08:55 - 25/06/2022

 
 

Rússia removeu vários generais importantes da Ucrânia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O Ministério da Defesa britânico revelou, este sábado no seu relatório diário, que a Rússia provavelmente retirou vários generais de funções-chave de comando no conflito na Ucrânia, em junho.

"Desde o início de junho, o alto comando russo provavelmente removeu vários generais das principais funções de comando operacional na guerra na Ucrânia", revela a tutela.

Para recordar

Beatriz Cavaca | há 1 mês
  • Precisos 10 anos para encontrar alternativas para o transporte de cereais - A Ucrânia precisaria de 10 anos para construir infraestruturas capazes de substituir os portos do mar Negro, cujo bloqueio pela Rússia impede a exportação de cereais para todo o mundo, disse hoje o vice-ministro ucraniano da Política Agrária.
  • Mais de 3.000 golfinhos terão morrido no Mar Negro -  Os bombardeamentos e o uso de sonares e explosões subaquáticas pelos russos mataram mais de 3.000 golfinhos desde o início da guerra. 
  • Rússia acusa UE de querer escravizar Ucrânia e Moldova - A Rússia considerou esta sexta-feira que a aprovação pela União Europeia (UE) dos estatutos de candidato da Ucrânia e da Moldova trará consequências negativas para todos os envolvidos, e que a UE "escraviza" os países nos seus limites fronteiriços.
  • Será precisa uma década para desminar território ucraniano - Segundo contou o Serviço de Emergência da Ucrânia, citado pelo The Guardian, o país precisará de uma década para remover todas as minas e explosivos do seu território e da sua área marítima.
  • Exército ucraniano vai-se retirar de Severodonetsk, diz governador - "As forças armadas ucranianas vão ter de se retirar de Severodonetsk. Receberam a ordem", declarou o governador de Lugansk, Serguei Gaidai, na plataforma de mensagens Telegram.

Bom dia!

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Damos início a um novo acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia. Poderá recordar tudo o que aconteceu na sexta-feira no link abaixo. 

AO MINUTO: Uma década para desminar Ucrânia; 15 mil ucranianos nos EUA

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:51 - 24/06/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório