Meteorologia

  • 10 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 26º

Mulher morre no México depois de tentar subir vulcão ativo

Montanhista terá caído numa ravina de cerca de 50 metros.

Mulher morre no México depois de tentar subir vulcão ativo
Notícias ao Minuto

00:12 - 25/06/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Vulcão

Uma montanhista no México morreu na segunda-feira depois de tentar escalar o vulcão ativo de Popocatépetl, a cerca de 87 quilómetros da Cidade do México, a capital do país.

A morte da mulher, de 22 anos, natural de Ozumba (a localidade mais próxima do vulcão), foi confirmada por voluntários da Brigada de Resgate e Assistência de Montanhas, noticia a ABC News. A morte foi mais tarde confirmada pelo autarca da cidade.

Com a mulher estava também um homem, que ficou gravemente ferido. O corpo da montanhista foi encontrado numa ravina a cerca de 300 metros da cratera do vulcão.

O acesso ao vulcão Popocatépetl, com mais de 5.400 metros de altitude, é proibido pelas autoridades mexicanas, por expelir constantemente fumos tóxicos, cinza e rochas incandescentes há quase 30 anos.

As autoridades permitem apenas o acesso até 12 quilómetros do pico do vulcão, que está ativo desde 1994.

Nas redes sociais, Valentín Martínez Castillo, o autarca de Ozumba, escreveu no Facebook que os dois montanhistas caíram numa ravina de cerca de 50 metros.

Já a brigada de resgate deixou claro que a mulher "não devia ter morrido". "Não ponham a vossa vida e a dos outros em risco. O vulcão Popocatépetl está encerrado", vincou o serviço.

O vulcão está de tal forma ativo que são recorrentes as chuvas de cinza que caem sobre a capital mexicana, cinzas essas que são tóxicas para o ser humano.

Leia Também: Coluna de cinzas com um quilómetro em erupção de vulcão nas Filipinas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório