Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 27º

Pedro Sánchez critica anulação da proteção do direito ao aborto nos EUA

O líder do governo espanhol, Pedro Sánchez, alertou hoje que nenhum direito pode ser dado como adquirido, em reação à decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos de revogar a proteção do direito ao aborto no país.

Pedro Sánchez critica anulação da proteção do direito ao aborto nos EUA
Notícias ao Minuto

21:13 - 24/06/22 por Lusa

Mundo Aborto

"Não podemos dar como adquirido nenhum direito. As conquistas sociais correm sempre o risco de retroceder e a sua defesa tem que ser o nosso dia a dia", destacou Pedro Sánchez, numa mensagem divulgada através das redes sociais

Sánchez defendeu ainda que "as mulheres devem poder decidir livremente as suas vidas".

O Supremo Tribunal dos EUA anulou hoje a proteção do direito ao aborto em vigor no país desde 1973, numa decisão classificada como histórica que permitirá a cada Estado decidir se mantém ou proíbe tal direito.

Os juízes da mais alta instância judicial norte-americana, atualmente com uma maioria conservadora, decidiram anular a decisão do processo "Roe vs. Wade", que, desde 1973, protegia como constitucional o direito das mulheres ao aborto.

Esta decisão não torna ilegais as interrupções da gravidez, mas devolve ao país a situação vigente antes do emblemático julgamento, quando cada Estado era livre para autorizar ou para proibir tal procedimento.

Leia Também: Vaticano. Anulação do direito ao aborto nos EUA "interpela todo o mundo"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório