Meteorologia

  • 29 SETEMBRO 2022
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 21º

Erros em livro da primária revelam deterioração da educação em Moçambique

A Liga dos Docentes Universitários de Moçambique defendeu hoje que os "erros graves" constatados no livro da 6.ª classe do ensino primário em Moçambique revelam a deterioração do sistema educacional do país, exigindo reformas no setor.

Erros em livro da primária revelam deterioração da educação em Moçambique

"A negligência e a falta de profissionalismo constatadas expõem a deterioração das responsabilidades daqueles que deveriam garantir a gestão criteriosa, ajuizada e cautelosa dos processos educacionais nacionais, incluindo a produção dos materiais didáticos", refere a Liga dos Docentes Universitários de Moçambique, numa nota distribuída à comunicação social.

Em causa estão os resultados de uma comissão de inquérito criada para analisar os erros, considerados graves, constatados no livro da 6.ª classe do ensino primário, uma análise que conclui que houve negligência e falta de profissionalismo na produção dos manuais, responsabilizando departamentos do Ministério da Educação e a Porto Editora.

Para a Liga dos Docentes Universitários de Moçambique, o resultado da comissão de inquérito revela uma "crise profunda" no sistema de educação moçambicano e, embora o Ministério da Educação tenha demitido funcionários responsáveis pelos departamentos de produção e análise de manuais didático, faltou responsabilização a nível das lideranças políticas.

"A Liga dos Docentes Universitários de Moçambique esperava que a direção máxima assumisse, pelo menos, a responsabilidade política de todo este imbróglio", frisou a entidade, acrescentando que o inquérito deve ser assumido como o "início de um longo processo de reforma do setor da educação".

Entre os vários erros detetados no livro, que foi retirado das escolas após a descoberta das gralhas, está a localização geográfica de Moçambique, que no livro é situado na África Oriental e não consta como país da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), entidade em cuja fundação participou.

Uma outra anomalia considerada grave é a localização de antigas fronteiras do Zimbabué, país que faz fronteira com Moçambique, mas que o livro indica ser banhado pelo Mar Vermelho.

Os equívocos incluem ainda a ilustração de uma foto do parlamento angolano como sendo de Moçambique.

No ensino público, Moçambique conta com um total de 13.337 escolas primárias e 677 escolas secundárias, segundo os últimos dados do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano.

Leia Também: Moçambique. População de Nkoe em debandada após tiroteios

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório