Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2022
Tempo
35º
MIN 22º MÁX 37º

Macron convoca forças políticas da Assembleia Nacional após revés

O Presidente francês, Emmanuel Macron, convidou as forças políticas para discutir, entre hoje e quarta-feira, uma estratégia "do interesse dos franceses", após ter perdido a maioria absoluta na Assembleia Nacional nas eleições legislativas, anunciou hoje a presidência.

Macron convoca forças políticas da Assembleia Nacional após revés
Notícias ao Minuto

06:14 - 21/06/22 por Lusa

Mundo França

"Garante das instituições, o Presidente da República está determinado a agir no interesse dos franceses e das francesas", destacou a equipa do Presidente do Palácio do Eliseu.

"Visto que não há maioria alternativa, coloca-se a questão de como realizar as transformações necessárias para o país. Este é o sentido deste encontro com as forças políticas: dialogar pelo interesse superior da nação e construir soluções ao serviço do povo francês", sublinhou a mesma fonte.

Os representantes das forças políticas destinadas a formar os dez ou mais grupos previstos para a Assembleia Nacional serão recebidos entre terça e quarta-feira.

O movimento de direita Les Républicains (LR), assim como os partidos socialista, comunista e ambientalista já responderam afirmativamente e serão recebidos pelo chefe de Estado francês.

O recém-reeleito Presidente francês, Emmanuel Macron, perdeu a maioria absoluta na Assembleia Nacional na segunda volta das eleições legislativas que decorreram no domingo.

Na segunda posição, com a eleição de 131 deputados, surge a coligação de esquerda Nova União Popular Ecológica e Social (NUPES), sob a liderança de Jean-Luc Mélenchon e que reúne forças diversas deste quadrante político como a França Insubmissa, os socialistas, ecologistas e comunistas.

Já a extrema-direita francesa, representada pela União Nacional (Rassemblement National) de Marine Le Pen, foi a terceira força política mais votada na segunda volta de domingo e conseguiu o seu melhor resultado de sempre ao conquistar 89 assentos parlamentares. Nas eleições de 2017, a força política de Le Pen tinha alcançado a eleição de apenas oito deputados.

Leia Também: França. Partidos de esquerda rejeitam proposta de Mélenchon

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório