Meteorologia

  • 07 OUTUBRO 2022
Tempo
29º
MIN 18º MÁX 30º

Rússia afirma que Mariupol está pronta para enviar cereais novamente

"A desminagem do porto de Mariupol foi concluída. Está a funcionar normalmente e recebeu os seus primeiros navios de carga", disse o ministro da defesa da Rússia.

Rússia afirma que Mariupol está pronta para enviar cereais novamente
Notícias ao Minuto

12:56 - 07/06/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Ucrânia/Rússia

O ministro da defesa da Rússia disse, esta terça-feira, que os portos ucranianos de Berdyansk e Mariupol, tomados pelas forças russas, foram desminados e estão prontos para retomar o transporte de cereais.

"A desminagem do porto de Mariupol foi concluída. Está a funcionar normalmente e recebeu os seus primeiros navios de carga", disse Sergei Shoigu em comentários na televisão, citados pelo canal britânico SkyNews.

Porém, em comentários contrários feitos esta manhã, o presidente Zelensky acusou a Rússia de enviar cereais ucranianos roubados para o estrangeiro.

A Ucrânia é um dos maiores exportadores de cereais do mundo, e os países ocidentais estão neste momento a acusar a Rússia de criar um risco de fome global ao fechar os portos ucranianos do Mar Negro. 

Na sua intervenção, Shoigu também disse que 6.489 militares ucranianos se renderam às forças russas desde o início da "operação militar especial" russa, incluindo 126 nos últimos cinco dias.

Recorde-se que esta segunda-feira, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, acusou a Rússia de usar alimentos como “um míssil furtivo contra países em desenvolvimento” e culpou o Kremlin pela iminente crise alimentar global, levando o embaixador de Moscovo na ONU a abandonar uma reunião do conselho de segurança.

Charles Michel dirigiu-se ao embaixador russo Vassily Nebenzia diretamente numa reunião do Conselho de Segurança e disse que viu milhões de toneladas de grãos e trigo presos em contentores e navios no porto ucraniano de Odesa há algumas semanas “por causa de navios de guerra russos no Mar Negro”.

Enquanto o líder europeu falava, Vasily Nebenzyaa, embaixador russo na ONU acabou por abandonar o 'briefing', dando o lugar a outro diplomata russo.

Leia Também: Rússia nega acusações de violência sexual na Ucrânia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório