Meteorologia

  • 04 JULHO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 28º

Zelensky defende que Rússia deve ser declarada "Estado terrorista"

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse hoje, 94 dias após a invasão russa ao seu país, que a Rússia deve ser declarada um "Estado terrorista".

Zelensky defende que Rússia deve ser declarada "Estado terrorista"

"Repetidamente vou lembrar ao mundo que a Rússia deve finalmente ser oficialmente reconhecida como um Estado terrorista, um Estado patrocinador do terrorismo. Isso é simplesmente verdade. Isso é justo e reflete a realidade diária que os ocupantes criaram na Ucrânia e estão ansiosos para trazer para a Europa. E isso deve ser legalmente estabelecido", denunciou Zelensky, numa intervenção ao final do dia de hoje.

O presidente ucraniano informou também que o exército russo lançou hoje "ataques absolutamente sem sentido e abertamente bárbaros na região de Sumy", com mísseis e morteiros.

Só na região de Donetsk, pelo menos três civis foram mortos e outros cinco ficaram feridos nos ataques russos, que também destruíram ou danificaram 15 propriedades civis, incluindo 14 edifícios residenciais, disse o grupo Forças Conjuntas.

Zelensky referiu que está a preparar-se para a reunião do Conselho Europeu, nos dias 30 e 31 de maio, e que falará sobre o terror "que se tornou de facto a única forma de ação do Estado russo em relação à Europa".

"Terror na terra da Ucrânia. Terror no mercado de energia na Europa, não apenas no nosso país. Terror no mercado de alimentos, à escala global. E qual será o próximo terror?", perguntou o Presidente ucraniano.

E, por último alertou: "Só juntos, todos os europeus, podemos travar tal política de tal Estado".

Leia Também: Johnson e Zelensky abordam "bloqueio desprezível" da Rússia a Odessa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório