Meteorologia

  • 07 JULHO 2022
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 39º

Berlim pede "esclarecimentos" a Pequim sobre repressão de minoria uigur

A chefe da diplomacia alemã, Annalena Baerbock, pediu hoje ao seu homólogo chinês, Wang Yi, "esclarecimentos", após novas revelações sobre a repressão contra a minoria muçulmana de uigures em Xinjiang.

Berlim pede "esclarecimentos" a Pequim sobre repressão de minoria uigur
Notícias ao Minuto

13:17 - 24/05/22 por Lusa

Mundo China

Um consórcio de 'media' estrangeiros divulgou uma série de documentos que se acredita resultarem da intrusão em computadores da polícia na província de Xinjiang, onde o Governo de Pequim é acusado de reprimir a minoria uigur.

"A ministra dos Negócios Estrangeiros referiu-se aos relatórios chocantes e novos documentos sobre graves violações de direitos humanos em Xinjiang e exigiu esclarecimentos sobre essas acusações", disse o Governo alemão, após uma reunião por videoconferência entre Annalena Baerbock e Wang Yi.

"Os direitos humanos, com cuja proteção a Alemanha está comprometida em todo o mundo, são elementos essenciais da ordem internacional", sublinha o Ministério dos Negócios Estrangeiros, num comunicado.

Entre os documentos acedidos e agora revelados estão milhares de fotografias apresentadas como tendo sido tiradas nos "campos de detenção" da região e mostrando os rostos de muitos "detidos", incluindo adolescentes e idosos.

As novas revelações ocorrem no dia em que a Alta Representante para os Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, inicia uma visita à região chinesa de Xinjiang.

A província de Xinjiang (noroeste da China), há muito atingida por ataques atribuídos a separatistas e islâmicos uigures, tem sido alvo de forte repressão por parte de Pequim, em nome do antiterrorismo.

Organizações ocidentais acusam a China de ter internado pelo menos um milhão de uigures e membros de outras minorias muçulmanas em campos de reeducação, e até de impor "trabalho forçado" e "esterilização forçada".

Em resposta, a China denuncia o que considera ser a "mentira do século" e apresenta os campos como "centros de formação profissional", destinados a combater o extremismo religioso.

Leia Também: Polícia chinesa instruída para matar uigures que tentem fugir dos campos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório