Meteorologia

  • 07 JULHO 2022
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 39º

Suspeito do tiroteio mortal em igreja na Califórnia acusado pela justiça

O suspeito do tiroteio numa igreja taiwanesa no sul da Califórnia foi esta terça-feira acusado, pela justiça norte-americana, de um homicídio em primeiro grau e ainda de cinco acusações de tentativa de assassinato.

Suspeito do tiroteio mortal em igreja na Califórnia acusado pela justiça
Notícias ao Minuto

23:35 - 17/05/22 por Lusa

Mundo igreja taiwanesa

O procurador distrital de Orange County, Todd Spitzer, revelou também hoje que David Chou, de 68 anos, de Las Vegas, enfrenta quatro acusações por posse de dispositivos incendiários, com intenção de matar ou ferir.

"Normalmente pensamos na pessoa que se esconde nos arbustos. Neste caso, é sobre a pessoa que se esconde à vista de todos", sublinhou Todd Spitzer.

As autoridades da Califórnia, Estado da costa oeste dos Estados Unidos, revelaram que Chou, um cidadão dos EUA que terá crescido em Taiwan, foi motivado pelo ódio ao povo taiwanês.

"Embora existam evidências muito fortes neste momento de que o ato foi motivado pelo ódio, queremos ter a certeza de que reunimos todas as provas que confirmam essa teoria", salientou o procurador de Orange County, quando questionado sobre se iria apresentar uma acusação por crime de ódio.

David Chou está acusado de ter disparado durante um almoço de domingo na igreja presbiteriana de Taiwan de Irvine, que reza na igreja presbiteriana de Genebra, na comunidade de Laguna Woods.

Um médico que tentou evitar o tiroteio acabou por morrer, enquanto outras cinco pessoas ficaram feridas.

O suspeito dirigiu-se para Orange County no sábado e no dia seguinte compareceu no almoço, e, embora não conhecesse ninguém, passou cerca de uma hora em convívio com cerca de 40 participantes, antes de iniciar os disparos, referiram as autoridades norte-americanas.

Chou fechou as portas com correntes e colocou 'supercola' nos buracos das fechaduras, acrescentaram.

Na posse de duas armas de 9 mm, compradas legalmente em Las Vegas, e três malas, que continham, entre outras coisas, quadro dispositivos incendiários do tipo 'cocktail molotov' e munições extras, disparou sobre os presentes.

A investigação ainda está a tentar determinar se a igreja era um alvo aleatório, referiu Todd Spitzer.

Os 'media' em Taiwan noticiaram que Chou tem ligações a uma organização que se opõe à independência da ilha da China.

A China afirma que Taiwan faz parte do seu território nacional e não descarta o uso da força para colocar a ilha sob o seu domínio.

A Presidente de Taiwan condenou hoje o tiroteio na igreja taiwanesa.

O gabinete da Presidente, Tsai Ing-wen, emitiu um comunicado a condenar "qualquer forma de violência", estendeu as suas condolências às vítimas e informou que enviara um representante à Califórnia para assegurar apoio aos feridos e às famílias.

Leia Também: Ódio contra Taiwan motivou tiroteio mortal em igreja na Califórnia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório