Meteorologia

  • 07 JULHO 2022
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 39º

Familiares de jovem suspeito de tiroteio em Buffalo culpam Covid-19

Familiares dizem que jovem estava "paranóico" com a doença.

Familiares de jovem suspeito de tiroteio em Buffalo culpam Covid-19
Notícias ao Minuto

00:01 - 17/05/22 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Familiares do jovem, de 18 anos, suspeito de um massacre num supermercado em Buffalo, nos Estados Unidos, no sábado, culpam a pandemia pelo sucedido. 

Em declarações ao New York Post, esta segunda-feira, parentes de Payton Gendron disseram que o jovem explodiu devido à sua paranóia com a Covid-19 e ao isolamento, garantindo que não sabiam que o jovem é um alegado supremacista branco. 

“Eu não tenho ideia de como é que ele se pode ter envolvido nisto. Eu culpo a Covid-19'', disse Sandra Komoroff, de 68 anos, prima da mãe de Gendron. “Ele estava muito paranóico com a Covid-19, extremamente paranóico”, acrescentou.

“E ele apanhou Covid-19 há apenas algumas semanas… Ele foi a eventos familiares com uma máscara respiratória”, disse, referindo ainda que o facto de passar “o dia todo” em casa e na Internet o fez perder “o contacto humano”. 

O marido de Sandra, Dave Komoroff, partilhou a mesma teoria, referindo que a Covid-19 pode ter afetado “parte do cérebro” do jovem.

É de realçar que  Payton Gendron entrou armado num supermercado, matando 10 pessoas e deixando outras três feridas. Após o tiroteio, o FBI informou que o massacre estava a ser investigado "como um crime de ódio e um caso de extremismo violento" com motivações raciais. 

Leia Também: Após tiroteio, Biden diz que "ódio permanece uma mancha na alma" dos EUA

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório