Meteorologia

  • 29 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Biden elogia segurança que morreu em tiroteio em Buffalo

Homem ainda atingiu o suspeito, mas este usava um colete à prova de balas.

Biden elogia segurança que morreu em tiroteio em Buffalo
Notícias ao Minuto

20:56 - 16/05/22 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, homenageou, esta segunda-feira, Aaron Salter Jr., segurança que morreu no sábado quando tentava salvar outras pessoas durante o tiroteio que ocorreu num supermercado em Buffalo. 

O homem, de 55 anos, polícia reformado, pegou na sua arma e abriu fogo contra o suspeito, que usava um colete à prova de balas. Contudo, acabou por ser baleado e morreu no local, juntamente com outras nove pessoas.

As declarações de Biden surgiram num evento que decorreu na Casa Branca, para condecorar  15 polícias e bombeiros. 

“Prestamos homenagem a todos os polícias e famílias que entendem o que é preciso, o que está em risco para salvar e proteger-nos a todos”, disse Biden, citado pelo New York Post.

“E isso inclui prestar homenagem ao polícia de Buffalo Aaron Salter (...) que deu a sua vida a tentar salvar outras pessoas quando um atirador disparou e matou 10 pessoas inocentes num supermercado em Buffalo no sábado”, acrescentou.

“Ele conseguiu realmente atingir o agressor duas vezes, mas ele estava com um colete à prova de balas. Slater perdeu a vida no processo”, sublinhou. 

Recorde-se que, no sábado, um jovem, de 18 anos, armado, invadiu um supermercado em Buffalo, no estado de Nova Iorque, matando 10 pessoas e ferido outras três. Após o tiroteio, o FBI informou que o massacre estava a ser investigado "como um crime de ódio e um caso de extremismo violento" com motivações raciais. 

Leia Também: Presidente dos Estados Unidos visita local de massacre em Buffalo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório