Meteorologia

  • 27 JUNHO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Londres defende mais armamento para Kyiv e novas sanções à Rússia

A ministra dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido defendeu hoje na reunião do G7 um reforço no envio de armamento para a Ucrânia e exigiu a aplicação de novas sanções contra a Rússia. 

Londres defende mais armamento para Kyiv e novas sanções à Rússia
Notícias ao Minuto

08:11 - 13/05/22 por Lusa

Mundo Ucrânia

"Neste momento é importante manter a pressão sobre Vladimir Putin. Fornecer mais armas à Ucrânia e aumentar as sanções" contra o Kremlin, disse Liz Truss na reunião do G7, em Wangels, norte da Alemanha. 

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que matou pelo menos 1.480 civis, incluindo 165 crianças, e feriu 2.195, entre os quais 266 menores, segundo os mais recentes dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real de vítimas civis ser muito maior.

A guerra já causou um número indeterminado de baixas militares e a fuga de mais de 11 milhões de pessoas, das quais 4,2 milhões para os países vizinhos.

Esta é a pior crise de refugiados na Europa desde a II Guerra Mundial (1939-1945) e as Nações Unidas calculam que cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Leia Também: Existem "alegações credíveis" de violência sexual infantil na Ucrânia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório