Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 8º MÁX 17º

Nyusi envia condolências a homólogo sul-africano após cheias

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, dirigiu hoje uma mensagem de condolências ao homólogo sul-africano, Cyril Ramaphosa, pelas mortes e prejuízos causados pelas cheias na província de KwaZulu-Natal.

Nyusi envia condolências a homólogo sul-africano após cheias

"Neste momento de dor e desconforto (...) gostaria de endereçar as nossas sentidas condolências", escreveu Filipe Nyusi, classificando a situação como uma "tragédia sem paralelo".

"Esperamos, sinceramente, que encontrem o alento para superar a dor e o trauma causados", acrescentou.

"Este evento extremo do estado de tempo evidencia os efeitos devastadores das mudanças climáticas que estão a provocar danos severos aos esforços do Governo da África do Sul de recuperar a economia", ainda a tentar superar as complicações causadas pela pandemia de covid-19, acrescentou.

As recentes inundações registadas na África do Sul provocaram a morte a pelo menos 443 pessoas, principalmente na região de Durban, na costa leste do país, e 63 pessoas continuam desaparecidas, segundo as autoridades locais.

Mais de 250 escolas foram afetadas, quase 4.000 casas arrasadas e mais de 13.500 danificadas. Também muitos hospitais foram danificados, segundo as autoridades sul-africanas.

As autoridades estimam em centenas de milhões de euros de prejuízos, numa região que já tinha sofrido em julho com uma onda de tumultos e pilhagens.

O Presidente Cyril Ramaphosa adiou uma visita de trabalho à Arábia Saudita para se "concentrar na intervenção do Governo no desastre das inundações de KwaZulu-Natal", segundo a Presidência da República sul-africana.

Leia Também: África do Sul. Situação em KwaZulu-Natal "continua a ser caótica"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório