Meteorologia

  • 11 AGOSTO 2022
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 26º

Quem é o 'Carniceiro de Mariupol' alvo de sanções britânicas?

O 'Carniceiro de Mariupol' foi acrescentado à lista de russos sancionados pelo Reino Unido, depois de ter morto centenas de civis ucranianos.

Quem é o 'Carniceiro de Mariupol' alvo de sanções britânicas?

Mikhail Mizintsev, que ficou conhecido como o 'Carniceiro de Mariupol', é um dos últimos russos a ser sancionado pelo Reino Unido. 

É chefe do Controlo e Comando Central  de Defesa Nacional desde 2014 e terá sido ele a ordenar o bombardeamento do teatro em Mariupol, na Ucrânia, que cerca de 1.300 pessoas estavam a utilizar como abrigo. O edifício estava assinalado como tendo crianças no seu interior e morreram cerca de 300 pessoas na sequência desse ataque.

Mas Mizintsev é ainda responsável pelo bombardeamento de uma maternidade, também em Mariupol - que resultou na morte de uma mulher grávida e do seu filho -, bem como de escolas e hospitais. 

O governo do Reino Unido decidiu adicioná-lo à lista de sanções contra indivíduos russos, dizendo que usou “táticas condenáveis, incluindo o bombardeamento de centros de civis, tanto em Alepo 2015-2016 como agora em Mariupol”. Em Alepo, na Síria, foram usadas bombas de fragmentação e armas químicas contra alvos civis, resultando na morte de 1.700 pessoas.

“Lembrem-se dele. Este é Mikhail Mizintsev. Está a liderar o cerco a Mariupol. Foi ele que ordenou o bombardeamento do hospital pediátrico, ao teatro, etc. Tem enorme experiência a destruir cidades na Síria. Vamos garantir que chega a Haia”, escreveu no Twitter a chefe do Centro para as Liberdades Civis da Ucrânia, Oleksandra Matviichuk, no dia 23 de março, depois de o coronel-general aparecer em comunicados a chamar os ucranianos de "neonazis".  

Segundo o jornal The Independent, a crueldade de Mizintsev estende-se à forma como trata os próprios soldados russos. Numa uma chamada telefónica intercetada, tornada pública pelo governo ucraniano, ameaçou agredir um jovem soldado que não estava a usar o uniforme de forma adequada. Ameaçou até cortar-lhe uma orelha.

“Continuaremos com mais sanções para aumentar a pressão sobre a Rússia e garantir que Putin perde na Ucrânia. Nada e ninguém está fora da mesa”, afirmou esta quinta-feira Liz Truss, secretária de Estado do Reino Unido para os Assuntos Externos.

Veja aqui a lista de novos sancionados: 

- Sergey Brilev, dono dos canais televisivos RT;

- Aleksandr Zharov, CEO da Gazprom-Media;

- Alexey Nikolov, diretor da RT;

- Anton Anisimov, diretor da Sputnik International.

Leia Também: Ucrânia: 'Blogger' detido por "traição" após apoiar invasão russa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório