Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
21º
MIN 13º MÁX 21º

Ucrânia. Putin percebeu que está a ser desinformado por militares

Os serviços de informações dos EUA concluíram que o Presidente russo, Vladimir Putin, já descobriu que está a ser desinformado pelos seus assessores sobre o desempenho das forças militares russas na Ucrânia.

Ucrânia. Putin percebeu que está a ser desinformado por militares
Notícias ao Minuto

18:20 - 30/03/22 por Lusa

Mundo EUA

Uma autoridade dos EUA, que falou sob condição de anonimato, disse que os serviços de informações norte-americanos descobriram que Putin já percebeu que foi engando pelas altas patentes militares russas e que há agora um clima de tensão entre o Kremlin e as Forças Armadas.

Os mesmos serviços concluíram que Putin não sabia que os militares estavam a recorrer a recrutas, que têm vindo a morrer em combate, e acreditam que o Presidente russo ainda não está totalmente ciente da extensão dos danos provocados pelas sanções económicas impostas pelo Ocidente, por causa da invasão da Ucrânia.

As descobertas demonstram um "claro colapso no fluxo de informações precisas" fornecidas a Putin e revelam que os principais conselheiros de Putin estão "com medo de dizer a verdade", segundo aquela fonte.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que matou pelo menos 1.179 civis, incluindo 104 crianças, e feriu 1.860, entre os quais 134 crianças, segundo os mais recentes dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real de vítimas civis ser muito maior.

A guerra provocou a fuga de mais de 10 milhões de pessoas, incluindo mais de 3,9 milhões de refugiados em países vizinhos e quase 6,5 milhões de deslocados internos.

A ONU estima que cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Leia Também: Pagamento de gás russo em rublos "não vai prejudicar clientes europeus"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório