Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 18º

"Russofobia", é como a jornalista que invadiu TV russa vê as sanções

Marina Ovsyannikova divulgou que, atualmente, "as informações na Rússia são realmente limitadas", visto que "todos os meios de comunicação de massa da oposição estão bloqueados".

"Russofobia", é como a jornalista que invadiu TV russa vê as sanções
Notícias ao Minuto

09:03 - 30/03/22 por Notícias ao Minuto

Mundo protesto

Numa entrevista para o canal italiano Rai 3, Marina Ovsyannikova, a jornalista invadiu uma emissão de televisão russa em protesto contra a invasão russa na Ucrânia, considerou as sanções ocidentais como "russofobia".

A editora, de 44 anos, acusada de ser espia do Reino Unido, pensa que existe preconceito e um sentimento antirrusso, de medo ou ódio contra a Rússia, o que, na sua ótica, poderá influenciar as medidas contra Moscovo. Marina equiparou o impacto da guerra sobre os ucranianos com o das sanções contra os "russos comuns"

Segundo a imprensa italiana, a jornalista revelou que atualmente "as informações na Rússia são realmente limitadas", explicando que "todos os meios de comunicação de massa da oposição estão bloqueados, a maioria das mídias sociais também estão fechadas".

À televisão italiana, Marina, filha de pai ucraniano e mãe russa, confessou ainda estar emocionada, valorizando o "apoio" que lhe é dado, classificando-o como "muito importante". Para além de a editora ter entrado durante a emissão a segurar um cartaz que denunciava a guerra, foi acusada de organizar uma manifestação sem autorização e multada em 30.000 rublos russos, que correspondem a cerca de 252 euros.

Leia Também: Canal russo acusa jornalista que protestou de ser espia do Reino Unido

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório