Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Menina morta em bombardeio. Avô tentou protegê-la fazendo de escudo

Alisa não chegou a completar oito anos. Viu o avô morrer numa tentativa frustrada de a tentar salvar.

Menina morta em bombardeio. Avô tentou protegê-la fazendo de escudo
Notícias ao Minuto

23:14 - 07/03/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Guerra na Ucrânia

Chamava-se Alisa e é mais uma das crianças vítimas da guerra. O avô tentou protegê-la de um bombardeio russo fazendo de escudo humano contra o fogo.

A menina, que não tinha ainda oito anos, morreu vítima de uma verdadeira chuva de bombas na cidade ucraniana de Ochtyrka, no nordeste de Sumy Oblast. 

O avô de Alisa embalou-a nos braços numa cave, escondendo-a do ataque russo que incidia sobre aquela cidade. 

Foi ao tentar escapar que foi morto à frente da criança, usando o seu corpo como escudo humano para a tentar salvar. 

Alisa ficou gravemente ferida, segundo relatórios do Tokyo Broadcasting System, e ainda foi levada para o hospital pela mãe Victoria. A menina viria a morrer dois dias depois. 

A história trágica da menina é uma das que a mulher do presidente ucraniano descreveu numa publicação no Instagram.

Olena Zelenska, mulher do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, recorreu às redes sociais para divulgar a história de algumas das crianças que morreram desde o início da invasão russa da Ucrânia e acusou as tropas russas de matarem “consciente e cinicamente”. 

Recorde-se que a Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar contra a Ucrânia sob pretexto de querer "desnazificar" o país.

Leia Também: "Mostrem isto às mães russas". Olena Zelenska condena morte de crianças

Recomendados para si

;
Campo obrigatório