Meteorologia

  • 31 MAIO 2023
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 24º

Casal passa 1.º dia de casamento a recolher armas para defender a Ucrânia

Casamento de Yaryna Arieva e Sviatoslav Fursin era para ser em maio, mas o casal ucraniano preferiu não esperar pois o futuro é incerto. 

Casal passa 1.º dia de casamento a recolher armas para defender a Ucrânia

Yaryna Arieva e Sviatoslav Fursin casaram-se poucas horas depois da Rússia lançar a ofensiva militar contra a Ucrânia, ontem de madrugada. O casamento deste casal ucraniano era para ser em maio, mas Yaryna e Sviatoslav preferiram não esperar pois o futuro é incerto. 

E na dúvida em que vivem em relação ao que o futuro lhes reserva, ambos têm apenas uma certeza: vão lutar pela Ucrânia. 

O primeiro dia de casamento foi, por isso, diferente do que é comum. Em vez de se lançarem numa lua de mel, os dois ucranianos lançaram-se numa busca por armas, especificamente carabinas, para defenderem o seu país. 

Arieva e Fursin também se inscreveram nas Forças de Defesa Territoriais, um ramo das forças armadas da Ucrânia que é composto principalmente por voluntários. Depois de encontrarem armas, o casal foi ao escritório do seu partido político, o Solidariedade Europeia.

“Há muito trabalho a fazer, mas ainda assim espero que tudo fique bem", disse Arieva em declarações à CNN acrescentando que alguns civis que não fazem parte da força de defesa também receberam carabinas. 

Nas redes sociais, Arieva partilhou uma imagem do primeiro dia de casada juntamente com o marido. 

"Primeira foto de família depois do casamento. O segundo dia da guerra. A verdade prevalecerá. Tudo será Ucrânia!", escreveu na legenda da fotografia partilhada. 

Yaryna Arieva e Sviatoslav Fursin casaram no mosteiro de São Miguel, em Kiev. 

Notícias ao Minuto Yaryna Arieva e Sviatoslav Fursin casaram sob o som de sirenes em Kiev© Facebook

"A situação é difícil. Vamos lutar pela nossa terra", disse Arieva. "Talvez possamos morrer e, por isso, só queríamos estar juntos antes de tudo isso", admitiu à CNN. 

O casal, que se conheceu em outubro de 2019 num protesto no centro de Kiev, decidiu casar após os primeiros ataques russos. 

Leia Também: Ucrânia. O momento em que um pai se despede da filha, ficando para trás

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório