Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 23º

Putin vai reconhecer a independência dos territórios separatistas

O Kremlin anunciou hoje que o Presidente russo, Vladimir Putin, vai reconhecer, em breve, a independência dos territórios separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia.

Putin vai reconhecer a independência dos territórios separatistas
Notícias ao Minuto

18:29 - 21/02/22 por Lusa

Mundo Kremlin

"Um decreto nesse sentido será assinado em breve", disse a Presidência russa, de acordo com uma fonte do Kremlin, que acrescentou que Putin informou o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, mediadores do conflito no leste da Ucrânia, desta decisão, tendo estes reagido expressando a sua "deceção".

Vladimir Putin já tinha anunciado, horas antes, que iria decidir hoje sobre o reconhecimento da independência das regiões separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia, apesar das ameaças de retaliação por parte dos países ocidentais, se o Presidente russo tomasse essa decisão.

O presidente russo também deve fazer uma declaração, em breve, na televisão russa, informaram os 'media' estatais russos.

O reconhecimento diz respeito à independência de dois territórios pró-russos do Donbass ucraniano, que se autoproclamaram repúblicas, Donetsk e Lugansk, onde decorre um conflito há oito anos que já provocou mais de 14 mil mortes.

Um reconhecimento por parte de Moscovo destas repúblicas provoca um curto-circuito no processo de paz resultante dos acordos de Minsk de 2015, assinados pela Rússia e pela Ucrânia, sob mediação franco-alemã, já que estes visavam, precisamente, um regresso dos territórios à soberania ucraniana.

A decisão de Putin também pode abrir caminho a um pedido de assistência militar à Rússia por parte desses territórios, conduzindo à entrada justificada de forças russas nessas regiões, dando razão aos países ocidentais que acusam Moscovo de estar a preparar uma invasão da Ucrânia, junto a cujas fronteiras já posicionaram mais de 150.000 soldados.

Leia Também: Decisão sobre independência das repúblicas separatistas "tomada hoje"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório