Meteorologia

  • 22 MAIO 2022
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 23º

Cabo Verde diz que controlo da lepra é "um dos casos de sucesso" da saúde

O controlo da lepra foi "um dos casos de sucesso" da saúde em Cabo Verde, com média de 10 casos anuais, e há mais de 25 eliminou a doença enquanto problema de saúde pública, disse hoje fonte oficial.

Cabo Verde diz que controlo da lepra é "um dos casos de sucesso" da saúde
Notícias ao Minuto

14:43 - 28/01/22 por Lusa

Mundo Lepra

"O controlo da lepra foi um dos casos de sucesso de Cabo Verde no setor da saúde", disse o diretor nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto, na cidade da Praia, na abertura de um seminário para assinalar o Dia Mundial da Lepra, que acontece no último domingo do mês de janeiro.

Segundo a mesma fonte, que já foi diretor do Programa Nacional de Luta contra a Tuberculose e Lepra (PNLTL), há mais de 25 anos que Cabo Verde eliminou a doença do ponto de vista de saúde pública, tendo menos de um caso por cada 10 mil habitantes.

"Esta situação tem-se mantendo, graças ao desenvolvimento que o país vem alcançando ao longo desses anos", prosseguiu, lembrando que a lepra é uma doença que está ligada à pobreza, e às baixas condições de vida das pessoas.

Apesar do controlo, Jorge Barreto alertou que a doença não está erradicada do país, que regista uma média de 10 casos novos por ano, considerando que há sempre o risco de a situação voltar a agravar-se.

"Se nós não tivermos o cuidado de continuar a identificar os casos que ainda acontecem de forma precoce, para que o tratamento também possa ser iniciado precocemente", prosseguiu Barreto, lembrando que a lepra tem tratamento e cura.

Também disse que se deve continuar a fazer a investigação à volta dos casos diagnosticados, bem como continuar a disponibilização dos medicamentos.

"A luta contra a lepra deve continuar porque é uma doença que pode deixar marcas estigmatizantes", pediu Jorge Barreto, notando que o bacilo que causa a infeção ainda existe no país, pelo que chegar aos zero casos anuais ainda é um grande desafio.

Por isso, apelou à adoção de algumas medidas para reduzir os riscos de infeção, como diminuição da pobreza, evitar uso abusivo do álcool ou ter uma alimentação adequada, bem como o combate à discriminação das pessoas que contraem a doença.

Segundo o diretor nacional de Saúde, a pandemia da covid-19 não afetou as atividades de luta contra a lepra em Cabo Verde, onde são identificados mais casos no concelho da Praia, na Ribeira Grande de Santiago, em São Vicente e em Santo Antão.

Segundo dados do PNLTL, em Cabo Verde, a Lepra ("Hanseníase" ou "Mal de Hansen") - nome pelo qual também é conhecida a doença -, chegou a ter uma prevalência muito elevada, atingindo 1.200 casos por ano nas décadas de 60 e 70 do século XX.

O Dia Mundial dos Leprosos foi instituído pelas Nações Unidas em 1954, a pedido Raoul Follereau, que dedicou a sua vida à promoção do tratamento e cura, reabilitação e reinserção dos doentes com Lepra.

A contaminação pelo bacilo da lepra dá-se por via respiratória, pelas secreções nasais ou pela saliva, e o período de incubação é longo, o que explica o motivo por que a doença se desenvolve mais em indivíduos adultos, embora possa também afetar crianças.

Leia Também: Covid-19 agravou situação de leprosos que reviveram início da doença

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório