Meteorologia

  • 16 MAIO 2022
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 22º

Hong Kong reduz quarentenas obrigatórias de 21 para 14 dias

Hong Kong anunciou hoje que a quarentena obrigatória em hotel para viajantes provenientes do estrangeiro vai ser reduzida de três para duas semanas, a partir de quarta-feira.

Hong Kong reduz quarentenas obrigatórias de 21 para 14 dias
Notícias ao Minuto

12:54 - 27/01/22 por Lusa

Mundo Covid-19

"Todos os que chegarem a Hong Kong serão submetidos a uma quarentena obrigatória de 14 dias em hotéis designados", anunciou a chefe do executivo da região administrativa especial chinesa, Carrie Lam, em conferência de imprensa.

Esta é uma decisão "puramente baseada na ciência", tendo em conta o período de incubação mais curto da variante Ómicron do novo coronavírus, sublinhou a representante.

No final da quarentena, os viajantes deverão observar um período de "autogestão" durante sete dias, acrescentou.

Tal como a China, o território semiautónomo chinês segue uma estratégia de "zero casos covid-19", que permitiu reduzir os contágios, mas quase isolou o centro financeiro internacional do resto do mundo durante dois anos.

Macau, que registou 79 casos desde o início da pandemia, obriga os residentes regressados de zonas de alto risco a cumprir uma quarentena de pelo menos 21 dias em hotel.

As autoridades de saúde de Macau indicaram, também na conferência de imprensa semanal sobre a situação epidémica, que não estão disponíveis para baixar os dias de quarentena, admitindo, no entanto, que o prazo de incubação da variante Ómicron é mais curto.

Ainda assim, as autoridades lembraram um caso registado na China, com um período de incubação de dez dias.

Por outro lado, a variante Delta ainda tem intensidade um pouco por todo o mundo e por essa razão mantêm os 21 dias de quarentena, seguidos de sete de autogestão de saúde em casa, frisaram.

Desde o aparecimento da variante Ómicron, mais contagiosa, Hong Kong reforçou as restrições às viagens, ao limitar a entrada nas fronteiras aos residentes que chegam de oito países e ao proibir passageiros de 153 países de passar, em trânsito, por esta região administrativa especial chinesa.

Estas medidas vão continuar em vigor.

As medidas de distanciamento social observadas no território, como o encerramento de restaurantes às 18:00, vão ser prolongadas mais duas semanas, enquanto as escolas vão continuar fechadas.

O longo período de quarentena foi criticado pelos meios empresariais, devido aos elevados custos para as empresas, que veem esta política como dissuasora da chegada de novos talentos a Hong Kong.

Carrie Lam alertou que podem "existir muitas cadeias de transmissão invisíveis na comunidade", o que representa a possibilidade de um grande surto.

"Estamos a procurar eliminar rapidamente estas ligações. Por isso, recorremos a medidas rápidas e mais severas", afirmou Lam.

Hoje o número de casos confirmados da doença covid-19 em Hong Kong atingiu os 164, o número diário mais elevado desde o início da pandemia em janeiro de 2020.

A covid-19 provocou 5.614.118 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse (AFP).

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A nova variante Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.

Leia Também: Covid-19: Hong Kong pode ficar em confinamento até 2024

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório