Meteorologia

  • 24 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Presidentes russo e francês vão falar sobre a crise esta semana

Os Presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da França, Emmanuel Macron, vão falar por telefone sobre a situação da Ucrânia antes do final desta semana, disse hoje o porta-voz do Kremlin (Presidência russa).

Presidentes russo e francês vão falar sobre a crise esta semana
Notícias ao Minuto

13:05 - 25/01/22 por Lusa

Mundo Ucrânia

"Até ao final desta semana, tais conversações serão realizadas. Os preparativos estão agora em curso", disse Dmitry Peskov no seu encontro diário com a imprensa, citado pela agência russa TASS.

Sobre a possibilidade de Putin e Macron falarem sobre uma nova cimeira no Formato Normandia, Peskov disse ser necessário aguardar pelas conversações que representantes da Rússia, França, Alemanha e Ucrânia vão realizar na quarta-feira, em Paris.

"Aguardemos os resultados da sua reunião, e eles abordarão as perspetivas de retomar os contactos a vários níveis", disse o porta-voz.

A Presidência francesa tinha anunciado anteriormente que Macron tencionava discutir a tensão provocada pela situação na Ucrânia com Putin e com o Presidente ucraniano, Volodymir Zelensky, nos próximos dias.

A França exerce atualmente a presidência semestral do Conselho da União Europeia (UE).

A tensão atual deve-se à concentração de um grande número de tropas russas na fronteira com a Ucrânia nos últimos meses.

Os países ocidentais acusam a Rússia de pretender invadir novamente o país vizinho, depois de ter anexado a península ucraniana da Crimeia, em 2014, e de alegadamente patrocinar, desde então, um conflito em Donbass, no leste da Ucrânia.

A Rússia nega quaisquer planos para uma invasão, mas associa uma diminuição da tensão a tratados que garantam que a NATO não se expandirá para países do antigo bloco soviético.

O diálogo no chamado Formato Normandia sobre a guerra em Donbass nasceu em 2014, num encontro à margem das comemorações dos 75 anos do desembarque das tropas aliadas naquela região da costa francesa durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A última cimeira do também chamado Grupo da Normandia realizou-se em 2019, em Paris.

Desde então, os progressos têm sido reduzidos, exceto no que diz respeito à troca de prisioneiros no quadro da guerra em Donbass.

A França e a Alemanha têm dito que querem reanimar o Grupo da Normandia, um propósito reafirmado há uma semana, em Moscovo, pela nova chefe da diplomacia alemã, Annalena Baerbock.

O objetivo, segundo Baerbock, é fazer baixar o clima de tensão na fronteira russo-ucraniana e impulsionar a aplicação dos Acordos de Minsk para a paz no leste ucraniano.

Ao apresentar as prioridades da presidência francesa do Conselho da UE no Parlamento Europeu, em 19 de janeiro, Macron defendeu que a Europa deve adotar em breve uma nova ordem de segurança, em articulação com a NATO, tendo em vista as relações com Moscovo e o desanuviamento das atuais tensões.

"Nas próximas semanas, devemos conseguir levar a cabo uma proposta europeia para construir uma nova ordem de segurança e estabilidade. Devemos construí-la entre os europeus, depois partilhá-la com os nossos aliados no quadro da NATO, e posteriormente propô-la à Rússia para negociação", disse Macron.

Leia Também: Rússia manifesta "grande preocupação" com mobilização de tropas dos EUA

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório