Meteorologia

  • 24 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Flórida propõe lei para proibir que se abordem assuntos LGBT+ nas escolas

A medida irá banir discussões sobre sexualidade e identidade de género, assim como impedir que os professores falem sobre cultura, história e mesmo sobre estudantes da comunidade LGBTI+.

Flórida propõe lei para proibir que se abordem assuntos LGBT+ nas escolas
Notícias ao Minuto

20:31 - 24/01/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Estados Unidos

O estado norte-americano da Flórida está prestes a banir qualquer tipo de discussão sobre assuntos LGBTI+ nas escolas, depois de os republicanos, que dominam o senado estatal, terem proposto a lei na passada quinta-feira.

A proposta já foi aprovada no comité para a educação do senado estatal. Segundo o jornal online norte-americano The Hill, a medida irá banir discussões sobre sexualidade e identidade de género, assim como impedir que os professores falem sobre cultura, história e mesmo sobre estudantes da comunidade LGBTI+.

A medida, com o nome 'Lei para os Direitos dos Pais em Educação', ficou catalogada com o nome 'Lei Não Digas Gay' (traduzida livremente do inglês 'Don't Say Gay bill').

A proposta foi feita pelo republicano Joe Harding, que argumenta que irá "defender a maior responsabilidade que uma pessoa pode ter: ser pai". Segundo a proposta de Harding, a lei diz que estes assuntos não são "apropriados ao desenvolvimento dos estudantes".

A oposição, estatal e nacional, acusa a medida de ser homofóbica e transfóbica, ao impedir que alunos não se possam expressar segundo a sua identidade de género ou de tirar dúvidas com os professores.

Aliás, se os professores falarem de assuntos específicos da comunidade LGBTI+, sejam eles quais forem, os pais dos alunos podem processar os docentes por atacarem o "direito fundamental de tomar decisões sobre o controlo dos seus filhos".

Na discussão da medida, Jon Harris Maurer, da Equality Florida, uma associação que luta pelos direitos da comunidade LGBTI+ no estado, argumentou que "as conversas sobre nós não é algo perigoso que deva ser banido".

O Trevor Project, uma das maiores associações para a proteção dos direitos da comunidade LGBTI+ do mundo, que atua especialmente na prevenção do suicídio e da saúde mental nesta comunidade, atacou a medida. "Os estudantes LGBTI merecem que a sua história e as suas experiências sejam refletidas na sua educação, tal como nos seus pares", disse Sam Ames, encarregue da matéria legislativa da associação.

Segundo os dados da instituição, cerca de  42% dos jovens LGBTI+ nos EUA "consideraram seriamente suicidar-se, incluindo mais de metade dos jovens transsexuais e não-binários". Outro relatório, citado pelo The Hill, demonstra que, quando assuntos e problemas específicos da comunidade LGBTI+ são abordados em escolas, a probabilidade desses jovens se suicidarem cai 23%.

Leia Também: EUA investigam proibições a LGBTI em escola religiosa privada

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório