Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

Síria: Dezoito membros das forças curdas mortos durante ataque a prisão

Dezoito membros das forças de segurança curdas foram mortos no nordeste da Síria durante um ataque do grupo extremista Estado Islâmico (EI) para libertar 'jihadistas' de uma prisão, disse hoje uma organização não-governamental (ONG).

Síria: Dezoito membros das forças curdas mortos durante ataque a prisão
Notícias ao Minuto

11:50 - 21/01/22 por Lusa

Mundo Síria

O ataque foi lançado durante a madrugada contra a prisão de Ghwayran, situada em Hassaké, no nordeste da Síria, onde estão detidos milhares de presumíveis 'jihadistas' do EI.

O ataque desencadeou combates dentro e nas proximidades da prisão, de acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

"Vários prisioneiros conseguiram fugir", disse a ONG, sem especificar o número.

"O número de forças de segurança e guardas prisionais mortos chega a 18", disse o OSDH, referindo ainda que este foi o ataque mais importante desde que o EI foi derrotado em 2019 na Síria, quando foi expulso de seu último reduto no leste do país.

As Forças Democráticas Sírias (FDS), integradas nomeadamente por combatentes curdos, disseram ter detido 89 prisioneiros que tentaram fugir durante o ataque.

O OSDH também informou que pelo menos 16 membros do EI foram mortos nos combates.

A prisão de Ghwayran abriga cerca de 3.500 presumíveis membros do EI, incluindo líderes do grupo extremista, segundo o observatório.

Esta ONG, com sede em Londres, e as forças curdas relatam regularmente tentativas de fuga de prisioneiros do EI.

As FDS mobilizaram reforços para o estabelecimento prisional e bloquearam o setor, salientou o OSDH.

Aviões da coligação internacional 'antijihadista', liderada pelos Estados Unidos, sobrevoaram a área, de acordo com o OSDH.

Na linha da frente do combate contra o Estado Islâmico, as FDS, apoiadas pela coligação internacional, derrotaram o movimento extremista no seu último reduto em Baghouz, na província de Deir Ezzor, no leste da Síria, em 2019.

Desde a derrota, o Estado Islâmico tem realizado ataques mortais de forma regular, principalmente no deserto sírio.

Leia Também: Tempestade de neve deixa Iraque e Síria cobertos de branco

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório