Meteorologia

  • 24 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Reino Unido. Governo acusado de "chantagem" para manter Johnson no poder

Após os vários escândalos que têm sido revelados, são cada vez mais os pedidos para que o primeiro-ministro britânico se demita.

Reino Unido. Governo acusado de "chantagem" para manter Johnson no poder
Notícias ao Minuto

13:01 - 20/01/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Reino Unido

Um legislador conservador acusou hoje o governo britânico de intimidar e tentar "chantagear" os legisladores que se suspeita de quererem forçar o primeiro-ministro Boris Johnson a sair do poder.

Johnson, que obteve grande maioria em 2019, tem sido alvo de vários pedidos para renunciar o cargo, devido a uma série de escândalos, incluindo admitir que participou numa festa no seu escritório em Downing Street, num momento em que a Grã-Bretanha estava sob confinamento obrigatório devido à Covid-19.

De acordo com a Reuters, alguns jovens legisladores organizaram tentativas para derrubar Boris Johnson, mas foi um ‘pedido’ de um dos conservadores mais antigos do partido que frisou ainda mais esta vontade, quando disse ao primeiro-ministro no parlamento: "Pelo amor de Deus, vá".

O presidente do Comitê de Administração Pública e Assuntos Constitucionais, William Wragg, que supervisiona questões constitucionais, acusou também o governo de chantagem. "Nos últimos dias, vários membros do parlamento enfrentaram pressões e intimidações de membros do governo por causa do seu desejo assumido de um voto de confiança na liderança partidária do primeiro-ministro", disse Wragg em comunicado antes de um reunião da comissão.

Angela Rayner, membro do Partido Trabalhista, principal força da oposição, afirmou que "estas são acusações chocantes de intimidação, chantagem e de mau comportamento de pessoas em posições de poder",  o que levou à realização de uma investigação.

Por outro lado, o deputado Michael Fabricant, um apoiante de Johnson, desvalorizou, alegando que este tipo de pressões para manter a disciplina na bancada parlamentar são normais. "Se eu denunciasse todas as vezes que fui ameaçado (...) a polícia não teria tempo para fazer qualquer outro trabalho policial! Que absurdo", escreveu na rede social Twitter. 

Boris Johnson prometeu continuar a lutar, salientando que lideraria o Partido Conservador nas próximas eleições e voltaria a ganhar.

Leia Também: Boris Johnson declara que pico da Ómicron passou e alivia restrições

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório