Meteorologia

  • 18 MAIO 2022
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 26º

Venezuela: Apagão deixa às escuras 11 das 24 regiões do país

Um 'apagão' deixou às escuras, total ou parcialmente, a pelo menos 11 das 24 regiões da Venezuela, incluindo o Distrito Capital, situação que as autoridades dizem dever-se a um novo ataque contra o sistema elétrico venezuelano.

Venezuela: Apagão deixa às escuras 11 das 24 regiões do país

"Após uma nova arremetida ao Sistema Elétrico Nacional, supervisionam e monitorizam as manobras que realizam as nossas equipas do Centro de Distribuição Nacional para restabelecer a 100% o serviço na região sudoeste", explica o Ministério de Energia Elétrica da Venezuela, na sua conta do Twitter.

As falhas começaram, segundo os utilizadores das redes sociais, pouco depois das 13:00 horas locais (17:00 horas em Lisboa) com subidas e descidas de voltagem que se expandiram afetando os Estados venezuelanos de Lara, Barinas, Cojedes, Arágua, Vargas, Táchira, Mérida, Zúlia, Trujillo, Falcão e o Distrito Capital (Caracas).

Duas horas mais tarde os cidadãos de alguns Estados, entre eles residentes em Mérida davam conta de que as estações de rádio locais ficaram fora do ar.

Segundo a NetBlocks, uma organização não-governamental especializada em cyber segurança e a governação da Internet, a falha elétrica afetou a conectividade a Internet em várias partes da Venezuela.

"O evento (apagão) causou uma queda os níveis de conectividade para quase 75% do normal", explica a NetBlocks no Twitter.

Em 18 de dezembro a Venezuela reforçou a segurança nas instalações elétricas, depois de um 'apagão', que deixou durante três horas 20 dos 24 estados do país às escuras e que o Governo atribuiu a um atentado e a oposição à corrupção.

Em 2021 os venezuelanos registaram 12 grandes apagões elétricos nacionais e mais de 178 mil parciais ou regionais, segundo dados divulgados pelo Comité dos Afetados pelos Apagões (CAA).

Os dados indicam que as falhas elétricas aumentaram na Venezuela, em relação a 2020, quando ocorreram 157.719 apagões no país, incluindo os de dimensão nacional e os regionais ou parciais.

"É desalentador saber que o sistema elétrico nacional (venezuelano), em vez de melhorar, continua piorando e isso afeta muito a qualidade de vida dos utilizadores, nos serviços, no dia a dia", disse a presidente do CAA aos jornalistas.

Segundo Aixa López, só em novembro a Venezuela registou 22.978 apagões elétricos.

Segundo o CAA "não há planificação a curto, médio e longo prazo" em matéria de manutenção e prevenção e as falhas ocorrem agora a nível de geração, transmissão e distribuição de energia.

Segundo Aixa López as instalações das centrais hidroelétricas venezuelanas estão guardadas por militares sendo necessária uma autorização especial para poder aceder e "as visitas são guiadas".

Em 07 de março de 2019, ocorreu o maior 'apagão' da história do país, quando uma falha na Central Hidroelétrica Simón Bolívar deixou os venezuelanos totalmente às escuras durante cinco dias.

Um ano depois, em 25 de março de 2020, pelo menos 16 estados e parte do Distrito Capital ficaram sem luz.

Em 06 de maio de 2020, 19 dos 24 estados da Venezuela ficaram total ou parcialmente às escuras, numa avaria que afetou também a Internet e as comunicações telefónicas. Treze dias depois, um 'apagão' voltou a deixar a cidade de Caracas e mais de metade do país às escuras.

Em 21 de julho de 2021, Caracas e outras 12 regiões venezuelanas registaram vários 'apagões' parciais.

Leia Também: Venezuela regista recorde de casos diários de Covid-19

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório