Meteorologia

  • 20 MAIO 2022
Tempo
31º
MIN 17º MÁX 34º

Ex-presidente regressará à Ucrânia para combater acusações de traição

O ex-presidente ucraniano, Petro Poroshenko, anunciou hoje que vai regressar à Ucrânia para combater acusações de traição, porque acredita que lutar contra elas vai ajudar na defesa da unidade nacional.

Ex-presidente regressará à Ucrânia para combater acusações de traição

Varsóvia, 16 jan 2022 (Lusa) -- O ex-presidente ucraniano, Petro Poroshenko, anunciou hoje que vai regressar à Ucrânia para combater acusações de traição, porque acredita que lutar contra elas vai ajudar na defesa da unidade nacional.

"Voltarei à Ucrânia para lutar pela Ucrânia", disse Poroshenko, em conferência de imprensa, acrescentando que considera a luta contra as acusações de "motivação política" como parte de sua luta patriótica pela nação.

Apesar da gravidade das acusações, Poroshenko mostrou-se otimista.

Questionado sobre se considerava ser preso ao regressar a casa, Poroshenko respondeu: "Definitivamente não".

Poroshenko foi derrotado nas urnas após um escândalo de corrupção e um histórico misto de reformas, mas emergiu com fortes credenciais de patriota com a reconstrução do exército ucraniano enquanto combatia insurgentes apoiados pela Rússia no leste.

Petro Poroshenko falava em Varsóvia antes de se deslocar a Kiev, capital da Ucrânia, na segunda-feira, onde está a enfrentar acusações no tribunal.

Para Poroshenko, a atual liderança da Ucrânia é responsável pela unidade nacional, e referiu que "a Rússia está realmente a tentar a desintegração e conflito dentro do país".

"Acho que esta é uma ação muito irresponsável da atual liderança para desintegrar o país e arruinar a unidade", considerou.

Um procurador alegou que Poroshenko, um dos empresários mais ricos da Ucrânia e dono da confeitaria império Roshen, esteve envolvido na venda de grandes quantidades de carvão que terão ajudado as finanças russas na intervenção no Leste da Ucrânia em 2014-2015.

O Tribunal de Kiev já congelou os ativos de Poroshenko como parte de sua investigação sobre as alegações de alta traição, mas o ex-presidente ucraniano insiste na sua inocência, acusando o seu sucessor, o presidente Volodymyr Zelenskyy, de tentar desacreditá-lo politicamente para distrair de outros.

Leia Também: Ucrânia diz ter "provas" do envolvimento da Rússia em ciberataque

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório