Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

MNE considera situação "um pouco melhor" pois finalmente já há conversas

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considerou hoje, em Brest, França, que a situação de tensão entre Rússia e Ucrânia é hoje "um pouco melhor", pois finalmente há conversas com Moscovo, ainda que pouco produtivas nesta fase.

MNE considera situação "um pouco melhor" pois finalmente já há conversas
Notícias ao Minuto

17:41 - 13/01/22 por Lusa

Mundo Ucrânia

"Nós temos de olhar para as oportunidades de entendimento que vão surgindo, e esta semana é, num certo sentido, promissora, porque finalmente começámos a falar, e falar diretamente. Por enquanto, o que dizemos parece desagradável aos ouvidos uns dos outros, mas já começámos a falar e, sobretudo, estamos a ouvir e estamos disponíveis para conversar e dialogar o tempo que for necessário para chegar a um entendimento. Portanto, eu diria que a situação hoje é um pouco melhor do que aquela que existia em dezembro passado", disse.

Em declarações à Lusa e RTP em Brest, à margem de uma reunião informal de chefes de diplomacia da União Europeia (UE), em boa parte consagrada à situação de tensão militar na fronteira entre Rússia e Ucrânia, Santos Silva reforçou que "as coisas melhoraram" no sentido em que pelo menos já há conversas em curso, e em diversas frentes.

"Os norte-americanos e os russos falaram entre eles na segunda-feira passada, depois houve uma reunião do Conselho NATO-Rússia, hoje está a decorrer uma reunião no âmbito da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Por enquanto, sabemos que as partes estão mais a exprimir as suas posições do que propriamente a negociar ou a dialogar, mas é um primeiro passo", afirmou.

Apontando que se trata de "um primeiro passo de um processo que deve prosseguir", o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros português adiantou que "é isso, aliás" que iria sublinhar na sua intervenção no debate a 27.

Uma vez que entende, segundo prosseguiu, que "estes primeiros passos que foram dados, estas primeiras reuniões que ocorreram, não são o fim da linha, mas são, pelo contrário, parte e princípio de um processo" cujo objetivo é conduzir a "uma posição de entendimento".

"Do nosso lado, firmeza e disponibilidade para o diálogo são as atitudes que nos caracterizam", declarou.

Santos Silva vai deixar Brest ainda hoje para marcar presença na sexta-feira, em Roma, nas cerimónias fúnebres do presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, em representação do Governo português, sendo substituído na reunião informal de chefes de diplomacia da UE -- que se prolonga até sexta-feira na cidade francesa -- pela secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias.

Leia Também: Ucrânia. UE renova sanções económicas à Rússia até julho

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório