Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 8º MÁX 17º

Presidente de Cabo Verde destaca contributo de Corsino Tolentino

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, lamentou hoje a morte do antigo diplomata, académico e ministro da Educação Corsino Tolentino, destacando o seu contributo para a projeção do país e desenvolvimento da sociedade cabo-verdiana.

Presidente de Cabo Verde destaca contributo de Corsino Tolentino

"Trata-se de uma enorme perda para Cabo Verde. Corsino Tolentino foi um combatente destemido pela liberdade e sempre foi um defensor acérrimo da dignidade das cabo-verdianas e dos cabo-verdianas", afirmou José Maria Neves, numa declaração aos jornalistas no Palácio Presidencial, na Praia.

"Enquanto diplomata, deu um contributo muito grande para o reforço das relações de Cabo Verde com o mundo, particularmente com Portugal e os outros países da União Europeia onde representou Cabo Verde", acrescentou.

O antigo diplomata, académico e ministro da Educação cabo-verdiano André Corsino Tolentino morreu hoje aos 75 anos, na Praia, vítima de doença prolongada, disse à Lusa fonte da família.

"No dia do solstício quando, desde tempos imemoriais as culturas de todo o mundo celebram o sol e o ciclo da vida, também nós hoje honramos esta alma magnífica cuja luz fomos privilegiados em receber", lê-se numa mensagem divulgada ao final da manhã pela família de Corsino Tolentino, confirmando a morte do também antigo combatente pela liberdade do país, pelas 07:00 locais (08:00 em Lisboa) de hoje.

Com várias obras publicadas, André Corsino Tolentino, natural da ilha de Santo Antão, onde nasceu em 30 de maio de 1946, era doutor pela Universidade de Lisboa, mestre pela Universidade de Minnesota, embaixador jubilado, professor universitário e sócio correspondente da Academia de Ciências de Lisboa.

Foi ministro da Educação de Cabo Verde, secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e embaixador em vários países, nomeadamente em Portugal, além de consultor do Banco Mundial.

"Enquanto governante, na área da Educação [ministro de 1984 a 1991], deu um contributo muito forte para o reforço do sistema educativo cabo-verdiano e para a reforma da Educação em Cabo Verde. Com ele foi aprovada a primeira lei de bases do sistema educativo cabo-verdiano, que lançou os alicerces para o desenvolvimento do sistema educativo cabo-verdiano", destacou igualmente o Presidente da República na sua mensagem.

"E foi um homem que desempenhou com muita assertividade a sua cidadania e deu um grande contributo para a elevação do debate político em Cabo Verde. Tenho insistido que nas nossas ilhas o debate tem sido raso, um debate fulanizado, um debate pouco fundamentado, e Corsino Tolentino, enquanto 'opinion maker', enquanto homem participou em vários debates, em várias discussões públicas, deu um enorme contributo para a elevação do debate político em Cabo Verde", acrescentou José Maria Neves.

Em novembro último lançou, durante uma conferência na Praia, o seu livro "A vitória é hoje. A minha relação com a Paralisia Supranuclear Progressiva", em que descreve a convivência com a doença nos últimos anos, na qual foi apresentado também o projeto Doenças do Movimento em Cabo Verde, que dinamizou.

Leia Também: José Maria Neves pede "tolerância zero" à violência de género e sexual

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório