Meteorologia

  • 16 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 16º

Edição

São Paulo quer exigir certificado de vacinação a partir de 15 de dezembro

São Paulo, o estado mais populoso do Brasil, pediu hoje ao Governo Federal que exija certificado de vacinação a viajantes que entrem no país e anunciou que, independentemente da resposta, implementará a medida na região em 15 de dezembro.

São Paulo quer exigir certificado de vacinação a partir de 15 de dezembro
Notícias ao Minuto

21:06 - 08/12/21 por Lusa

Mundo Covid-19

"Aqui não vai ser um paraíso dos negacionistas. Portanto, se o Governo Federal não adotar o passaporte [de vacinação] até 15 de dezembro, São Paulo o fará e o exigirá nos seus aeroportos internacionais", disse o governador de São Paulo, João Doria, contra a firme rejeição dessa medida por parte do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Com cerca de 42 milhões de habitantes, São Paulo é o estado mais rico e populoso do Brasil, além da principal porta de entrada do país, por abrigar o porto de Santos, o maior da América Latina, e o maior aeroporto internacional da América do Sul.

Doria lembrou que o certificado de vacinação contra o novo coronavírus já foi adotado por vários países no mundo e destacou que chegou a ser recomendado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa, órgão regulador do Brasil) para evitar a disseminação da doença, como forma a fazer face aos temores pela variante Ómicron.

"A medida foi corretamente recomendada pela Anvisa. Não há razão para que o Governo Federal negue ou não avance no passaporte, exceto por questões políticas ou ideológicas", acrescentou, em crítica indireta a Bolsonaro, um dos líderes mais céticos em relação à gravidade da pandemia em todo o mundo.

Bolsonaro reafirmou na terça-feira que não restringirá o acesso ao país e, logo em seguida, o seu Governo anunciou que o Brasil imporá uma quarentena de cinco dias a viajantes não vacinados e exigirá um teste negativo à covid-19, mas não adotará certificado de vacinação.

Com mais de 616 mil mortes e 22,1 milhões de infetados pelo novo coronavírus, o Brasil é um dos três países mais afetados pela pandemia, ao lado dos Estados Unidos e da Índia, embora desde junho venha registando uma queda acentuada nas infeções e mortes, impulsionada pelo avanço da imunização.

Porém, com a chegada da variante Ómicron, da qual já foram confirmados seis casos no país, as autoridades sanitárias alertaram que é necessário exigir o certificado de vacinação de quem chega ao Brasil, juntamente com o diagnóstico negativo de covid-19, para conter um possível recrudescimento.

Leia Também: Brasil passa a exigir quarentena de cinco dias a viajantes não vacinados

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório