Meteorologia

  • 16 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 16º

Edição

Cinco jovens detidos suspeitos de planearem "ataque de extrema-direita"

Cinco jovens foram detidos na Finlândia suspeitos de "planearem um atentado terrorista" e de estarem a preparar um "ataque de extrema-direita" com recurso a uma bomba e armas de fogo, revelou fonte policial na sexta-feira.

Cinco jovens detidos suspeitos de planearem "ataque de extrema-direita"

Segundo os serviços de segurança interna da Finlândia, os cinco homens com "cerca de 25 anos" exibem convicções 'aceleracionistas', um movimento de supremacia branca ligada a tiroteios nos Estados Unidos e que pretende estimular a divisão racial na sociedade.

Estas foram as primeiras detenções por suspeita de ataque terrorista de extrema-direita na Finlândia, segundo divulgaram as autoridades, noticia a agência EFE.

Os suspeitos, que foram presos na terça-feira, vivem em Kankaanpää, uma pequena cidade de 13 mil habitantes no sudoeste do país.

Após serem presentes a um juiz foi-lhes decretada prisão preventiva.

Os possíveis alvos do ataque não foram divulgados.

Os cinco homens estavam sob vigilância desde uma primeira detenção, há dois anos, revelou a polícia em conferência de imprensa.

As buscas realizadas em dezembro de 2019 revelaram "uma quantidade significativa de armas de fogo, munições e explosivos", salientou o comissário da polícia, Toni Sjöblom.

Os jovens exibem "tendências 'aceleracionistas' de extrema-direita", acrescentou o representante dos serviços de segurança, Eero Pietilä.

Para a investigação o "material terrorista" na posse dos suspeitos juntamente com outras provas "reforçam a ideia de que estes se radicalizaram e dá motivos para suspeitar de crimes terroristas".

Em março, os serviços de inteligência tinham revelado que a ameaça terrorista ao país nórdico de 5,5 milhões de pessoas era "alta", a segunda mais baixa numa escala de quatro.

A mesma fonte destacava, ainda assim, que o risco associado à extrema-direita é "mais preocupante" este ano, face ao ano anterior.

A primeira acusação por "terrorismo" na Finlândia aconteceu pela primeira vez em 2018, após um candidato a asilo marroquino, Abderrahman Bouanane, ter esfaqueado dez pessoas, causando a morte a duas, na cidade de Turku (sudoeste).

Leia Também: Países europeus negoceiam protocolo para retomar voos com África Austral

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório