Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Coreia do Sul confirma primeiros cinco casos da variante Ómicron

A Coreia do Sul confirmou hoje os seus primeiros cinco casos da variante Ómicron do vírus SARS-CoV-2, recentemente detetada na África do Sul, em pessoas ligadas a viagens à Nigéria.

Coreia do Sul confirma primeiros cinco casos da variante Ómicron
Notícias ao Minuto

14:29 - 01/12/21 por Lusa

Mundo Covid-19

A Agência Coreana de Controlo e Prevenção de Doenças declarou hoje que os casos incluem um casal que chegou da Nigéria em 24 de novembro e um amigo que os levou do aeroporto para casa.

Os outros dois casos foram de mulheres que também viajaram para a Nigéria e voltaram para a Coreia do Sul em 23 de novembro.

Profissionais de saúde sul-coreanos disseram que estavam a realizar testes de sequenciamento genético num filho do casal e em familiares do homem que os levou para casa para determinar se estavam infetados.

A Coreia do Sul está a considerar mais controlos de fronteira depois de proibir a entrada, a partir do próximo domingo, aos viajantes estrangeiros de curto prazo da África do Sul e de outras sete nações do sul do continente africano devido à variante Ómicron, vista como potencialmente mais infecciosa.

Os cidadãos sul-coreanos que chegarem desses países ficarão em quarentena por pelo menos 10 dias, independentemente de estarem vacinados ou não.

A Agência Coreana de Controlo e Prevenção de Doenças disse que a maioria dos novos 5.123 contágios registados hoje são da capital Seul e da sua região metropolitana, onde as autoridades disseram anteriormente que mais de 80% das unidades de cuidados intensivos para pacientes com covid-19 já estavam ocupadas.

Mais de 720 pacientes com vírus estão em estado grave ou crítico, também marcando um novo recorde. As mortes no país chegaram a 3.658, depois de registar entre 30 e 50 mortes por dia nas últimas semanas.

A covid-19 provocou pelo menos 5.214.847 mortes em todo o mundo, entre mais de 262,2 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, foi recentemente detetada na África do Sul, tendo sido identificados, até ao momento, 13 casos desta nova estirpe em Portugal.

Leia Também: Coreia do Sul regista máximo diário de casos desde o início da pandemia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório