Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2022
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Casos de SIDA sobem e Macau reforça prevenção e testes a homossexuais

Macau informou hoje que está a aumentar os "trabalhos de prevenção, controlo e teste a homossexuais do sexo masculino" devido ao crescimento de casos do vírus da SIDA, com "preponderância (...) entre pessoas do mesmo sexo".

Casos de SIDA sobem e Macau reforça prevenção e testes a homossexuais
Notícias ao Minuto

14:17 - 01/12/21 por Lusa

Mundo VIH/SIDA

"As infeções por contacto homossexual ou intersexual representam a maioria dos novos casos, no total 27, seguido pelo contacto heterossexual, oito casos", segundo um comunicado da Direção dos Serviços de Saúde.

Face ao aumento de casos entre "os residentes locais infetados (...) através de contacto homossexual ou intersexual", as autoridades "têm vindo a publicar anúncios sobre testes periódicos nas páginas eletrónicas e aplicações para telemóveis destinadas a homossexuais em Macau", pode ler-se na mesma nota.

Nessas plataformas sociais "têm sido promovidas atividades 'online' de proximidade bem como têm sido disponibilizados preservativos e lubrificantes em locais noturnos onde é conhecida a frequência de homossexuais".

Uma ação que, indicaram, tem sido realizada "apoiando as organizações não governamentais na realização de atividades promocionais preventivas nos locais noturnos, entre outros, de modo a que sejam disponibilizados eficazmente serviços de prevenção e controlo necessários e adequados à homossexualidade em Macau".

A Direção dos Serviços de Saúde sublinhou que desde agosto de 2019 que subsidiam organizações não-governamentais "para desenvolverem programas de prevenção e controlo da SIDA, incluindo serviços de proximidade 'in loco' e na Internet, linha verde, teste rápido, encaminhamento médico, atividades de grupo e formação, de modo a evitar a propagação do vírus da SIDA entre os grupos, bem como permitir aos infetados o diagnóstico precoce e o tratamento precoce".

Desde então, "260 pessoas compraram os autodetetores e foi encontrado um caso positivo, o que revela a eficácia do programa", concluíram.

Este ano, até outubro, as autoridades de saúde registaram 50 casos de infeção pelo vírus da SIDA.

Destes, 35 são residentes locais, 31 são homens e quatro mulheres. A maioria dos casos (16) foram diagnosticados entre os 30 e os 39 anos. Os outros nove casos foram detetados no grupo etário dos 20 aos 29 anos.

As autoridades lembraram ainda que hoje é assinalado o "Dia Mundial da Luta Contra a SIDA" e que "o tema deste ano é "Acabar com a desigualdade, acabar com a SIDA, acabar com a pandemia".

Leia Também: Cabo Verde quer certificado de eliminação de transmissão vertical do VIH

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório