Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Líderes golpistas da Guiné-Conacri libertam ex-presidente Condé da prisão

A junta militar que governa a Guiné-Conacri desde o golpe de Estado de 05 de setembro libertou o Presidente deposto Alpha Condé da prisão.

Líderes golpistas da Guiné-Conacri libertam ex-presidente Condé da prisão

Numa declaração lida no final da segunda-feira na televisão estatal, a junta disse que Condé, 83 anos, foi transferido para a casa da sua mulher, Hadja Djénè Kaba Condé, na comuna de Dixinn, nos subúrbios de Conacri.

O Comité Nacional de Combate e Desenvolvimento (CNRD), como a junta se autodenomina, disse que continuaria a "tratar o antigo chefe de Estado de uma forma digna da sua patente e sem pressões nacionais ou internacionais".

Os líderes do golpe não esclareceram se Condé está sob prisão domiciliária ou sob outras restrições.

O líder golpista da Guiné-Conacri, Coronel Mamady Doumbouya, tomou posse a 01 de outubro, tornando-se oficialmente o Presidente de transição após ter destituído Condé, que governava o país desde 2010.

A 27 de Setembro, o CNRD publicou uma "Carta Transitória", uma lei fundamental que irá reger o país até que uma nova constituição seja redigida.

O golpe teve lugar a 05 de setembro, quando Condé foi preso por membros do Grupo das Forças Especiais do exército liderado por Doumbouya, que disse ter encenado o golpe para criar as condições para o Estado de direito.

Em Outubro de 2020, a Guiné-Conakry realizou eleições nas quais Condé concorreu a um controverso terceiro mandato, não permitido em princípio pela constituição, na sequência de um referendo em março desse ano para alterar a constituição, que passou com 91,5 por cento dos votos.

Tanto a União Africana (UA) como a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), exigiram a libertação do presidente destituído.

A CEDEAO também impôs sanções aos líderes golpistas, incluindo a proibição de viajar e o congelamento de ativos financeiros.

A Guiné-Conacri é um dos países mais pobres do mundo, mas tem um potencial mineiro, hídrico e agrícola significativo, e as suas reservas de bauxite - a matéria-prima para a produção de alumínio - estão entre as maiores do mundo.

Leia Também: Tensão na Guiné-Conacri devido à morte de jovem violada numa clínica

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório