Meteorologia

  • 25 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Covid-19: Austrália restringe entradas no país a viajantes de África

A Austrália anunciou que restringirá hoje a entrada no país de viajantes que tenham visitado nas últimas semanas nove países africanos onde se suspeita que circula a nova variante omicrón da covid-19, considerada de risco pela OMS.

Covid-19: Austrália restringe entradas no país a viajantes de África
Notícias ao Minuto

09:58 - 27/11/21 por Lusa

Mundo covid

O Ministério da Saúde indicou, em comunicado, que a medida, de entrada em vigor imediata, supõe a proibição de entrada no país para os viajantes não australianos nem residentes que tenham visitado nos últimos 14 dias a África do Sul, a Namíbia, o Zimbabué, o Botsuana, o Lesoto, a Suazilândia, o Malaui, Moçambique e as ilhas Seychelles.

"Se as provas médicas mostrarem que fazem falta mais medidas, não hesitaremos em tomá-las. E isto poderá implicar reforçar ou expandir as restrições", disse à comunicação social o ministro da Saúde, Greg Hunt.

Todos os viajantes que estejam em solo australiano e tenham visitado aqueles países devem isolar-se e submeter-se a testes de deteção da covid-19.

O grupo de peritos da Organização Mundial de Saúde (OMS), reunido na sexta-feira para analisar o impacto da nova variante do coronavírus detetada na África do Sul, determinou que se trata de "uma variante de risco", possivelmente a mais contagiosa, e batizou-a com a letra grega omicrón.

A Turquia, por sua vez, suspendeu todos os voos de ligação com cinco países africanos para impedir a expansão da variante do coronavírus B.1.1.529, informa a imprensa turca.

Devido ao aumento de casos da nova variante do vírus "não será permitida a entrada a partir desta noite a quem chegue ao país por terra, mar, ar ou caminho de ferro, proveniente do Botsuana, da África do Sul, Moçambique, Namíbia e Zimbabué", escreveu na rede social Tiwtter o ministro da Saúde turco, Fahrettin Koca, pouco antes da meia noite local.

A Turquia não permitirá a entrada a viajantes que procedam daqueles países do continente africano, onde a mutação foi detetada no início do mês.

O país junta-se, assim, à lista de nações, entre as quais os Estados Unidos, a União Europeia e a Austrália, que optaram por suspender as viagens daquela região.

Leia Também: AO MINUTO: Madeira exige vacinação e testes; 100% vacinados com uma dose

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório